O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Membros

"A CIÊNCIA PARA FICAR RICO"

Para aceder ao livro "A Ciência para Ficar Rico" clique na imagem.

Dê uma oportunidade a si mesmo. Leia o Livro e dê um novo Rumo à sua Vida.

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

Blog de Ângela Barnabé (432)

Adiar o crescimento – 295 de 365

Se for analisar alguns aspetos da minha vida e as mudanças que tenho que efetuar para que as coisas fluam, existem determinadas situações com as quais eu tenho que lidar e que eu quero ao máximo adiar ( e até mesmo evitar).

Com o passar do tempo tenho vindo a notar que por muito que eu tente adiar o passar por determinadas experiências, mais cedo ou mais tarde sou “confrontada” com o ter que  lidar com isso mesmo.

Antes encarava isto como um…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 29 dezembro 2018 às 18:11 — Sem comentários

Saber o que quero – 294 de 365

saber o que quero

Muitas vezes dou por mim a pensar nas possibilidades daquilo que poderia ter num dado momento. Reflito nas minhas ações, nas minhas decisões e penso: “se eu queria algo diferente, porque é que eu não fui mais clara naquilo que pretendia?”.

Porque é que em vez de ter andado à deriva, não me sentei e não refleti naquilo que realmente queria experienciar?

Para saber para onde ir, que ações tomar e que rumo seguir,…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 28 dezembro 2018 às 23:56 — Sem comentários

Apego ao resultado – 293 de 365

Apego ao resultado

Sempre que coloco ação tenho em mente o alcançar de um objetivo. E, muitas vezes (mais do que poderia imaginar), aquilo que me fez tomar ação nem sempre é aquilo que eu obtenho como resultado.

Isto acontece porque devido aos vários e  diferentes caminhos pelos quais a vida me leva, acabo por descobrir algo que é ainda melhor do que o que eu previamente desejei. Ou então chego à conclusão que afinal não quero realmente aquilo e descubro…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 28 dezembro 2018 às 10:17 — Sem comentários

Estar bem é fazer a minha parte – 292 de 365

minha parte

O mundo é o reflexo de mim mesma. A realidade que eu experiencio é baseada nas minhas crenças e quanto mais me melhoro a mim, mais melhoro o meu mundo.

Estar bem é fazer a minha parte e ser responsável por um mundo cada vez melhor.

Muitas vezes pensei que estar bem comigo e com o mundo que me rodeia era algo louvável, como se eu merecesse algum reconhecimento especial por escolher estar bem.

Mas a verdade é que para além de ser…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 27 dezembro 2018 às 12:19 — Sem comentários

Libertar-me do julgamento – 291 de 365

julgamento

O julgamento é uma das coisas que mais prejudica o meu dia-a-dia e por isso um dos meus grandes treinos tem sido eliminar o ato de julgar na minha vida.

Não é algo tão fácil quanto eu poderia imaginar, porque o julgamento está impregnado na minha vida. Mas os resultados deste treino têm sido ótimos.

Cada vez que eu julgo eu fecho-me ao universo das possibilidades. Escolho, de entre tudo aquilo que é possível, uma…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 22 dezembro 2018 às 23:33 — Sem comentários

A criança dentro de mim – 290 de 365

a criança dentro de mim

Em criança eu era extrovertida e apaixonada pela vida, assim como a maioria das crianças o são. Adorava desafios, coisas novas e havia uma satisfação em ultrapassar os limites a que me ia propondo.

À medida que fui crescendo, criei conceitos em relação à vida e fui-me fechando ao mundo, perdendo aquela alegria de viver.

Mas será que perdi essa alegria? Ou será que ela estava adormecida debaixo dos medos e inseguranças, criados…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 20 dezembro 2018 às 0:00 — Sem comentários

Reconhecer o meu valor – 289 de 365

Reconhecer o meu valor

A insegurança traz consigo diversos comportamentos que não me beneficiam a mim, nem beneficiam o mundo.

Um dos que eu tenho identificado é reconhecer o meu valor desmerecendo os outros. Por outras palavras, tenho tendência para tentar encontrar um ponto em que posso ser superior aos outros para me sentir melhor comigo.

Não é que eu não aprecie o trabalho e o crescimento dos outros; eu não consigo apreciar aquilo que sou sem tentar algum tipo…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 17 dezembro 2018 às 22:42 — Sem comentários

Trazer à luz – 288 de 365

trazer à luz

Existem determinadas coisas que precisam de ser trazidas à luz para que possam ser resolvidas. Aliás, tudo precisa ser trazido à luz para que possa ser visto de outra maneira.

Medos, inseguranças e dúvidas são coisas que não devem ser mantidas na escuridão. Precisam emergir e precisam ser partilhadas.

Muitas vezes escondo aquilo que tenho medo e adio o facto de ter que trabalhar esse medo, na esperança de que se deixar este assunto quieto, ele…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 17 dezembro 2018 às 22:30 — Sem comentários

A vida está lá fora – 287 de 365

A vida está lá fora

Já escrevi muitas vezes sobre a minha tendência para me fechar ao mundo e àquilo que me rodeia.  Este ano tem sido maravilhoso no que toca a este assunto por diversos motivos.

A pessoa que boicota a minha relação comigo mesma, com os outros e com o mundo sou eu. Com os anos e com as crenças que fui criando fiquei com medo da vida e do “lá fora”.

Mas o que esta “lá fora” é um reflexo do que está cá dentro. No momento em que eu me abro e que…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 12 dezembro 2018 às 12:29 — Sem comentários

Aquilo que cada um me traz – 286 de 365

aquilo que cada um me traz

Ao longo destes anos tenho tido o prazer de fazer uma parte deste caminho que é a vida na companhia de pessoas maravilhosas, que de várias maneiras, me foram ensinando diferentes lições.

Ontem antes de adormecer, refleti na forma como me venho relacionando com as pessoas e comigo mesma.

Muitas vezes apeguei-me à presença de algumas pessoas na minha vida, dando como certo a minha relação com elas. Outras vezes interroguei-me qual o motivo pelo…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 7 dezembro 2018 às 23:14 — Sem comentários

Deixar o medo dominar – 285 de 365

medo dominar

Neste momento todas as possibilidades estão disponíveis e encontram-se no mesmo lugar, aqui e agora.

Posso escolher pensar naquilo que quero que aconteça. Posso escolher focar-me no que não quero que aconteça. Ou então posso deixar que aconteça o melhor, fazendo apenas aquilo que é a minha parte.

A minha parte não é pensar na forma de as coisas acontecerem. A minha parte é pôr ação e largar.

Muitas vezes deixo o medo dominar e…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 3 dezembro 2018 às 23:34 — Sem comentários

A vida sabe o que faz – 284 de 365

a vida sabe o que faz

Nada acontece por acaso e quanto mais tomo consciência disso, mais consigo apreciar a beleza dos acontecimentos e a forma como tudo se desenrola.

A vida sabe o que faz e a prova disso é o sítio em que me encontro agora, em todas as áreas da minha vida.

No fundo, não é só agora que as coisas acontecem assim. Desde sempre foi assim, mas todos os muros que coloquei entre mim e a vida impediam-me de ver que isso acontecia.

Acredito…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 1 dezembro 2018 às 23:20 — Sem comentários

Fluxo, confiança e o melhor caminho a tomar – 283 de 365

o melhor caminho

Não posso controlar como e quando as coisas acontecem. Não posso saber o que é o melhor para mim. Mas posso ditar a forma como as coisas fluem.

Tudo o que acontece na minha vida é reflexo de mim mesma. Se as coisas não fluem significa que eu própria não estou a fluir e que estou muito provavelmente a resistir à vida.

Tenho uma grande tendência para querer controlar, justificando isso com o facto de querer que tudo corra da…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 29 novembro 2018 às 23:02 — Sem comentários

Ser a minha melhor amiga – 282 de 365

minha melhor amiga

A minha relação comigo mesma começou a “desandar” quando entrei na adolescência. A tendência para me comparar, para querer ser melhor que os outros, para estar sempre no topo foi-me destruindo aos poucos.

Quando há cinco anos vi a possibilidade de um mundo novo, tomei consciência da importância de uma boa relação comigo mesma.

Eu tenho que ser para mim o que quero que os outros sejam para mim, porque tudo na minha vida é reflexo de mim…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 28 novembro 2018 às 23:06 — Sem comentários

Tomar decisões – 281 de 365

tomar decisões

Este último ano tem sido repleto de mudanças, como já escrevi algumas vezes, e uma delas tem sido a perceção que eu tenho de mim mesma e daquilo que me leva a tomar decisões.

Muitas vezes confundi não querer fazer uma coisa com não fazer uma coisa devido ao medo. Medo de quê? Muitas vezes nem eu sei.

Eu fujo daquilo que quero realmente experimentar: a alegria da vida. Aquele turbilhão de emoções que é…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 27 novembro 2018 às 23:54 — Sem comentários

A vida é entusiasmo – 280 de 365

entusiasmo

Quando eu era criança via tudo com entusiasmo. Cada dia era encarado na expectativa do que poderia acontecer. Os dias pareciam infinitos e o tempo parecia nunca mais passar.

Mas à medida que foi crescendo fui criando conceitos em relação à vida que apenas me trouxeram sofrimento. Fui criando medos, inseguranças e fui construindo uma barreira entre mim e o mundo, fechando-me numa bolha.

Fazer coisas novas assustava-me. Sonhar era motivo de…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 27 novembro 2018 às 23:45 — Sem comentários

Aproveitar o que estou a viver – 279 de 365

aproveitar

Nos últimos tempos tenho sido “confrontada” com o facto de nada ser permanente. Isto não é novidade nenhuma para mim, mas diversos acontecimentos da minha vida fizeram-me refletir neste tema.

Coisas que tomei como certas; pessoas, situações e até mesmo objetivos saíram da minha vida com a mesma suavidade com que entraram.

Assim como escrevi na reflexão anterior, tenho notado a urgência em aproveitar tudo aquilo que estou a vivenciar.

Ninguém…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 26 novembro 2018 às 23:00 — Sem comentários

Estou à espera do quê? – 278 de 365

Estou à espera do quê

Se olhar com atenção para a minha vida vejo que o tempo passa rápido. A vida não pára e as coisas fluem a uma velocidade alucinante.

Em criança imaginava como seria ter dezoito anos e parecia que nunca mais lá chegava. Hoje, com quase 23 anos, vejo a urgência em aproveitar cada segundo e às vezes parece que o tempo passa rápido de mais.

Não há tempo a perder; a altura certa para ser feliz, para realizar sonhos e principalmente…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 23 novembro 2018 às 23:29 — Sem comentários

Segurança e experiência – 277 de 365

experiência

Desde que entrei na adolescência que me considerava alguém inseguro. Pequenas alterações eram o suficiente para me destabilizar e pequenas novas tarefas eram o suficiente para eu entrar em ansiedade.

Quando comecei a tomar consciência de que a segurança era algo indispensável para um vida de qualidade, comecei também a querer sentir-me segura, o que é perfeitamente natural.

Mas de onde é que vem a segurança?

Naquilo que…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 21 novembro 2018 às 23:08 — Sem comentários

O desapego e o largar – 276 de 365

desapego

Uma das coisas que tem sido mais difícil para mim trabalhar é o desapego. Como se costuma dizer “ou se aprende a bem ou se aprende a mal” e a última opção tem ocorrido na minha vida.

(Quando falo em aprender a mal refiro-me ao ter que aprender passando a experiência de uma forma mais dolorosa, porque resisto aos acontecimentos. Podia aprender trabalhando as situações assim que me apercebo delas, mas vou adiando e quando chega a altura…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 21 novembro 2018 às 22:56 — Sem comentários

© 2019   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço