O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Produtos Naturais

Membros

"A CIÊNCIA PARA FICAR RICO"

Para aceder ao livro "A Ciência para Ficar Rico" clique na imagem.

Dê uma oportunidade a si mesmo. Leia o Livro e dê um novo Rumo à sua Vida.

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

Há alguns dias atrás comentei aqui por casa que durante muito tempo eu queria pertencer àquele grupo de pessoas com uma beleza estonteante. Queria ser daquelas raparigas que “faziam parar o trânsito”.

Achava que para me sentir bonita deveria ter determinadas características e como nasci sem elas, estava condenada a sentir-me mal com a minha aparência.

Depois refleti sobre o conceito de beleza e sobre a prisão que o padrão de beleza é ( o livro A Ditadura da Beleza aborda muito bem este assunto). Comecei então a procurar a beleza em tudo o que vejo e a libertar-me daquela ideia que eu tenho relativamente ao que é belo.

Procurei ver a beleza em todos com que me encontrava e de facto encontrei-a.

O corpo que eu tenho é resultado da pessoa que eu sou e é exatamente aquilo que preciso para desempenhar a minha missão aqui na Terra.

Passei muitas horas em frente ao espelho a apontar todas as “falhas” que via em mim. Lembro-me de odiar todas as raparigas que tinham o corpo que eu queria ter.

Mas isso apenas me levou a mais sofrimento. É importante amar-me e aceitar-me como sou.

O meu corpo é o meu melhor amigo e odiá-lo é uma grande estupidez.

Tem sido cada vez mais fácil olhar para o meu corpo com amor e deixar de perseguir uma imagem de beleza que a sociedade tem.

O engraçado é que eu achava que era a sociedade que impunha esse padrão, mas era eu que todos os dias incutia aquela ideia a mim mesma.

Quanto mais amo o meu corpo como é, menos noto essas “falhas” e vejo quanto elas contribuem para que eu seja a pessoa perfeita que sou.

Obrigado por este dia repleto de beleza.

Até amanhã!

Ângela Barnabé 

Foto original por Javier Cañada

Exibições: 12

Comentar

Você precisa ser um membro de Ativista da Nova Era para adicionar comentários!

Entrar em Ativista da Nova Era

Comentário de Ângela Barnabé em 28 dezembro 2017 às 11:18

Obrigado querida Lúcia.

Tomar consciência que o que importa é a nossa energia, que é aquilo que sinto que dita a forma como as coisas se desenrolam, faz-me estar muito atenta à minha postura.

Se sentir-me bem comigo mesma e com o meu corpo é o que importa, porquê escolher padrões que só servem para nos limitar?

Quanto mais reflito acerca da forma como me vejo, mais chego à conclusão que sou eu quem perpetua todos os comportamentos que em vez de me fazerem sentir plena, me separam do todo e me fazem sentir mal com aquilo que sou.

Comentário de Lúcia Oliveira em 28 dezembro 2017 às 4:04

Ângela!

Eu passei por esse mesmo processo de complexo na minha adolescência e juventude.

Ainda bem que você saiu da hipnose da mídia e de pessoas que ditam ideiais de parâmetros impossíveis de serem alcançados. A verdadeira beleza está na nossa essência que é divina.

Você já é linda por natureza e tem um sorriso maravilhoso!

© 2018   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço