O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Membros

"A CIÊNCIA PARA FICAR RICO"

Para aceder ao livro "A Ciência para Ficar Rico" clique na imagem.

Dê uma oportunidade a si mesmo. Leia o Livro e dê um novo Rumo à sua Vida.

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

Tantas vezes ouvi falar de Aceitação…eu pensava que entendia o que era Aceitar…e muitas vezes tinha lutas enormes dentro de mim, porque pensava que Aceitar tinha alguma coisa a ver com conformar-me. Aceitar não tem nada a ver com concordar, Aceitar é apenas Aceitar, para meu próprio benefício. Pois as coisas não são o que parecem…quantas vezes olhei para uma dada experiência, tirando uma certa conclusão, e logo a seguir apercebi-me de que não era nada do que eu pensava que era…quantos mal-entendidos não foram gerados desta forma? Uma palavra fora de tom, uma expressão, um olhar, um gesto…interpretados com os meus filtros: medos, culpas, raivas, invejas, ciúmes, distorciam completamente a informação.

 

E eu achava ainda que Aceitação tinha alguma coisa a ver com Aceitar os outros. Sim, tem algo a ver com isso, mas apenas no sentido em que Me Aceito no Outro. Os outros só nos mostram quem nós realmente somos, pois todos temos as mesmas características. Pode parecer estranho, mas eu até cheguei a questionar-me: então mas temos todos as mesmas características como assim, eu não vejo muitas Elisabetes por ai? E ainda bem, ufa, uma já me chega…

 

Acho que esse pensamento diz tudo…claro que não somos todos cópias e agimos da mesma forma. Mas o que é que faz com que uma característica seja bem vista por uns e mal vista por outros? Será que tem mesmo a ver com o outro? Ou tem a ver com quem o está a observar? Se eu vejo algo que me incomoda no outro é porque esse algo me incomoda em mim! Se eu vejo alguém cheio de Raiva, e me incomoda, é porque eu rejeito essa característica em mim. Os outros são apenas nossos espelhos.

 

Quantas vezes me senti incomodada, e quantas vezes me senti serena. O que fez a diferença? A forma como eu me sentia comigo mesma. Quando me Aceito todo o exterior é bem-vindo. Pelo contrário, se não estou bem comigo, é com esse sentimento que vejo o exterior. O que eu vejo exteriormente é apenas o reflexo do meu interior.

 

Aceitar é olhar para mim de frente. É Aceitar o medo, a raiva, os ciúmes, a inveja, o desamor, o ódio, a dependência. Não é concordar ou conformar-me, mas sim, para meu próprio bem, Aceitar, para que possa libertar-me deles. Quando, por exemplo, o medo surge é como uma onda, que passa. A onda pode ser usada de algumas formas; ou vamos embrulhados nela, ou deixamo-la passar, ou então empoleiramo-nos nela. Assim acontece com o medo, ou outra energia qualquer, ou nos embrulhamos ou deixamo-la passar (o que já não é mau – Aceitámos), ou então aproveitamos toda essa energia a nosso favor e canalizando-a para os nossos objectivos.

 

É um trabalho diário! Sei que não o vou conseguir sempre, pois, não sou perfeita. Mas se der o meu melhor com certeza vou tirar o benefício dessas vezes que não o conseguir fazer. Para isso preciso ACEITAR a experiência – Aceitar-me.

 

A vida é feita de pequenas vitórias – vitórias sobre nós mesmos. Quando consigo aceitar que não sou perfeita, que não sei tudo; quando me sinto tanto aluna como professora.

 

Aceitar é olhar para mim de Frente.

 

Obrigado.

 

Composto e postado por:

 

Elisabete Milheiro

Metamorfose Real

elisabete@solucaoperfeita.com

Exibições: 27

Comentar

Você precisa ser um membro de Ativista da Nova Era para adicionar comentários!

Entrar em Ativista da Nova Era

© 2019   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço