O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Membros

"A Ciência para Ficar Rico"

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

A culpa é um sentimento comum na vida das pessoas, podendo ser encarada numa perspectiva positiva, quando nos estimula a fazer uma revisão dos nossos erros, promovendo uma reflexão que nos ajudará a não repeti-los no futuro. Assim, se fui imprudente na direção do meu automóvel e causei um pequeno acidente, certamente terei mais cuidado agora. Essa culpa pelo meu erro me mostrará que eu tenho que prestar mais atenção quando estiver ao volante. Mas se a culpa que carrego é aquele sentimento persistente que rumino todos os dias, que me faz sentir mal, que baixa minha auto-estima, que destrói minhas esperanças, que afeta meu crescimento profissional e meus relacionamentos, bloqueando toda a minha energia e estragando minha vida, então essa culpa é considerada mórbida, doentia e deve ser resolvida.Muita gente não se dá conta da força devastadora que tem o sentimento de culpa. Ele pode arruinar uma vida inteira, destruir sonhos e projetos, minar forças, diminuir potencial, impedindo a pessoa de seguir uma vida livre e repleta de realizações, causando grandes sofrimentos psicológicos.

Outro fator que geralmente as pessoas não se dão conta é que, muitas vezes, a culpa é apenas imaginária, uma distorção de um fato, evento ou vivência, uma interpretação equivocada de determinado acontecimento. O núcleo do sentimento de culpa são frases do tipo “se eu não tivesse feito isso ou agido daquela forma” ou “eu não deveria ter feito ou dito isso”. E a pessoa não se dá conta do tempo em que passa remoendo essa culpa, esse passado, se condenando, se martirizando, se punindo, sofrendo demais, se deteriorando por dentro. Fica se lamentando por coisas que não pode mais mudar ao invés de construir uma nova história, gastando energia sem perceber. Se recrimina internamente o tempo inteiro, anos a fio, muitas vezes por frases que ouviu dos pais, professores, pessoas com quem conviveu, que nem sempre refletem a realidade.

Normalmente um sentimento de culpa encobre uma crença ou convicção falsa ou equivocada sobre algo ou até mesmo uma falta de auto-perdão, apenas. A pessoa nem reflete sobre o ocorrido e mergulha nessa teia de sentimentos negativos sobre si mesma, num verdadeiro beco sem saída que pode durar uma vida inteira. Pessoas que carregam sentimentos de culpa normalmente apresentam sinais de frustração, angústia, medo, ansiedade, tristeza, insegurança, entre outros. Também, não raro, encontram-se bloqueadas em seus relacionamentos ou na profissão que exercem, sentindo-se impotentes ou incapazes. O sentimento de culpa não resolvido compromete a auto-estima e a autoconfiança do indivíduo, prejudicando-se sensivelmente.

Se a pessoa erra, sente-se culpada e segue adiante evitando incorrer no mesmo erro, essa culpa foi resolvida e ela pode seguir em frente. Faz parte do nosso dia a dia isso acontecer, num ciclo de erro-culpa-aprendizagem, que nos faz evitar cometer a mesma falha. No entanto, se essa culpa instalou-se no inconsciente do indivíduo de forma que ele a rumina todos os dias, anos a fio, há algo errado. Ninguém pode viver culpado a vida inteira. O autoperdão é uma necessidade inquestionável.

Há várias maneiras de nos livrarmos do sentimento de culpa que nos atormenta, uma delas é a EFT – Técnica de Libertação Emocional, uma ferramenta psicológica. Um caso vai ilustrar bem o que eu digo: um senhor de 52 anos chegou ao consultório com uma queixa de tristeza profunda. Disse que há 35 anos chora a morte da mãe. Contou que alistou-se no exército aos 18 anos e que, na semana em que ia partir, a mãe lhe pediu que não fosse, dizendo que ele não precisaria servir. Ele insistiu e partiu para outra cidade. Na mesma semana, a mãe enfartou e morreu. Ele, desde então, passou a carregar essa culpa inconscientemente, como se ele fosse o responsável pela morte da mãe. E chorou uma vida inteira por esse motivo, todos os dias, sem saber que não chorava pela perda precoce da genitora, mas sim pela culpa de ter “provocado sua morte”. Na sessão de eft, batidas nos pontos específicos, foram limpando essa culpa imaginária, crenças errôneas que mantinha acerca do incidente, promovendo um verdadeiro estado de libertação para ele, que respirou aliviado. Nunca mais precisou chorar por este motivo e libertou-se daquela prisão onde estava. Essa culpa que carregava afetou toda  a sua vida, prejudicou-o em seus relacionamentos e na carreira profissional. Hoje, encontra-se em estado emocional equilibrado, capaz de retomar sua vida e viver em paz e com qualidade. EFT facilita o acesso ao inconsciente, identifica a causa dos bloqueios psicológicos e doenças físicas, promovendo o desbloqueio dos nós que impedem a circulação de energia pelo nosso organismo. Isso promove a remoção dos sintomas, contribuindo para a restauração da saúde física e mental. Uma sessão pode solucionar muitas questões que dificultam uma vida. Tenho visto verdadeiros milagres acontecerem numa sessão de EFT.

GORETTI LIMA, TERAPEUTA EM EFT

www.efterapia.com


 

Exibições: 26

Comentar

Você precisa ser um membro de Ativista da Nova Era para adicionar comentários!

Entrar em Ativista da Nova Era

© 2019   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço