O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Membros

"A Ciência para Ficar Rico"

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

Na euforia da vida, vive-se desespero em silêncio

Ansiedade, uma perfeita criação do ego.

O Ego distorce a realidade de tal forma que passamos a ver somente o que ele quer que seja visto. Somos constantemente incitados a usar a mente competitiva. A cada acontecimento do dia-a-dia é-nos possibilitado decidir reagir ou aceitar. Nosso primeiro instinto é reagir. Lutar contra o obstáculo, eliminando-o se possível. Muitas são as vezes que se cai nessa armadilha do ego, a maior parte das vezes sem tão pouco se aperceber, mesmo os que se encontram a despertar. De uma forma subtil, astuta e engenhosa, capaz de levar o seu hospedeiro para situações muito perigosas. Muitas vezes ao próprio suicídio.

Vivem-se tempos de grande transformação; por toda a parte, desperta-se para uma nova realidade. O que antes chamavam misticismo; hoje chama-se ciência. Os meios de comunicação atuais, à 50 anos atrás seriam considerados magia. Vive-se a maior revolução que a humanidade conheceu. A humanidade desperta para uma consciência quântica, uma dimensão mais próxima da realidade, onde todas as possibilidades estão simultaneamente no mesmo lugar. Onde tudo é possível.

Apesar de tudo isto ser verdade, somos assaltados diariamente por avalanches de pessoas desesperadas submersas num medo irracional de um objeto desconhecido, que vulgarmente se chama Ansiedade. É um sofrimento cruel, apesar de ser uma ilusão dos sentidos.

Como é que um medo ilusório pode provocar um sofrimento cruel? Esta é a questão…

Quando a ansiedade se instala, não se tem a certeza, de que medo está a incomodar…. Apenas se sabe que a mente está submersa na preocupação. Inclusivamente se pode sentir os efeitos dessa inquietação no sistema digestivo e nervoso, nas suas mais diversas manifestações.

Ego; Vilão ou Sócio valioso? Já perdi a contas das vezes que já ouvi “o problema é o ego” ; “o que o destrói é o ego!” “Ansiedade é criação do ego!”. Apesar do “ego criar a Ansiedade” é preciso saber quem cria o “Ego”. Se é que ele existe….

O Ego é formado pelo conceito que possuímos da realidade. Os princípios e valores, que cada um de nós aceitou como certos. As bitolas espirituais com que regulamos nossa existência. Assim o ego é o verdadeiro representante do Eu. Lutar contra ele além de desgaste estéril, é uma insanidade.

Vejamos então… As verdades essenciais, que aceitei como realidades na minha juventude; hoje são totalmente obsoletas, desajustadas da realidade do momento, mas são elas que forma o meu EU (“Ego”).

Então como fazer para que o Ego não crie Ansiedade?

Poderiam ser encontradas dezenas de milhares de respostas, mas a forma mais simples e eficaz que encontrei ao longo de minha experiente carreira como treinador de Gestão de Stress, baseia-se na moderna Física Quântica. Na Verdade “nada é o que parece” “a vida empurra sempre para a frente e para cima”. Por outras palavras confiar no fluxo e processo da vida, transporta-nos para uma realidade de segurança e bem-estar onde não existe lugar para a Ansiedade.

Assim o ego não é o vilão na nossa história, sem ele não passaríamos de deficientes profundos. Sem capacidade de realizar fosse o que fosse.

Então como sair deste desespero?

Fazer um treino em Gestão de Stress; é uma opção inteligente, para quem quer resultados, em vez de perder tempo em procurar perceber.

Assista a palestra 25 de Fevereiro 2015  ao vivo via On-Line

Lisboa - 20:00h

Brasília - 17:00h

Luanda - 21:00h

Maputo - 22:00h

Praia (Cabo Verde) - 19:00h

Funchal - 20:00h

Ponta Delgada - 20:00h

Madrid - 21:00h

À hora indicada, clique no link da sala de vídeo conferencia, e entre na sala para assistir à Palestra.

http://www.gvolive.com/conference,mereces

O acesso à sala e à palestra é gratuito, mas limitado ao numero de participantes.

Ou assista presencialmente na Sede da Fundação António Shiva

Rua do Pinhal 

Nº 209

2120-217 Foros de Salvaterra

Exibições: 334

Comentar

Você precisa ser um membro de Ativista da Nova Era para adicionar comentários!

Entrar em Ativista da Nova Era

Comentário de Carlos Albarran em 24 fevereiro 2015 às 19:28

O ser integral, que somos, comporta 3 níveis de consciência (corporal, anímico e espiritual).
Em cada um dos corpos que já temos estruturado funciona um grau de consciência. Se já tivéssemos os 7 "corpos" (físico, emocional, mental, intuitivo, arquetípico, comum e uno) devidamente estruturados, utilizaríamos 21 (3 x 7) estados de consciência. Como provavelmente ainda só temos os 3 ou 4 primeiros já individualizados, funcionamos com 9 ou 12 estados de consciência principais (podemos também considerar os sub-estados de consciência para cada um dos 7 corpos, e os sub-sub-estados de consciência para cada subplano desses corpos, os 21+0=22 arcanos maiores do tarot, referem-se provavelmente aos 21 estados de consciência dum subplano da mente racional lógica, que é o que tem estado em desenvolvimento desde a Atlântida até hoje)...

O ego, o nível de consciência ligado à personalidade (aparência do conjunto dos corpos), coordena alguns dos aspetos externos do ser e suas relações com o exterior.
Por isso quando (nós enquanto ego) pretendemos entrar em meditação voltamos a atenção para o interior de nós mesmos...

Quando atingimos o alinhamento, os diversos componentes do ser, que somos, entram em sintonia e sincronicidade e o fluxo da vida percorre-nos transmitindo o amor com sabedoria, atuando inteligentemente onde, quando e como convém, com o poder que é inerente à vontade una.

Várias são as técnicas utilizadas para atingir, ou tentar atingir, este estado de alinhamento e meditação, mas convém não confundir os métodos com a real assunção da meditação!
O que a usualmente se chama meditação, são, na verdade, as técnicas ou meios para a atingir.

© 2019   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço