O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Membros

"A CIÊNCIA PARA FICAR RICO"

Para aceder ao livro "A Ciência para Ficar Rico" clique na imagem.

Dê uma oportunidade a si mesmo. Leia o Livro e dê um novo Rumo à sua Vida.

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

Lua Nova de Capricórnio e Chanukah 2014: Sétima Vela - Abraçando o Seu Reino

Hoje assinala-se a Lua Nova de Capricórnio, coincidindo com a sétima vela de Chanukah. A palavra Hebraica para este mês é Tevet, que vem da raíz tov singificando "bom", que é especialmente apropriada no que diz respeito à energia especial dos milagres que nós estivemos conectados na passada semana.

De uma forma geral, Capricórnio é o signo da polaridade. Tem o potencial de ser o signo do zodíaco mais materialista, ou por outro lado, o mais espiritual. Muitos dos maiores videntes, líderes, ou canais espirituais eram de Capricórnio: Joana de Arc, Nostradamus, e Martin Luther King Jr., para nomear apenas alguns.

Enquanto os Capricórnios são normalmente ambiciosos, trabalhadores e pessoas dedicadas, a energia do signo é muitas vezes marcada por um sentimento de falta. Às vezes, as pessoas nascidas sob este signo não sentem que elas têm o que elas supostamente queriam. Elas podem olhar à volta e dizer "como é que os outros têm e eu não tenho?" porque eles trabalham tão duro e no entanto outros, que trabalham menos, parecem colher mais.

A verdade é que todos nós, não importa de que signo sejamos, sentimos isto em algum ponto das nossas vidas. Nós vemos que os outros têm ou fizeram e perguntamos: Quando é que chegará a minha vez? Quando será a minha vez de receber essas coisas? Eu trabalhei no duro. Eu sacrifiquei-me. Eu partilhei. Porque é que as coisas parecem ir tão facilmente para os outros?

No Kabbalah Centre, nós referimo-nos ao mundo físico como sendo o Mundo de Malchut ou "Reino". Mas o que também aprendemos é que o meu Malchut - o meu mundo, o meu reino - não pode ser o seu reino, e o seu reino não pode ser o meu reino ou o reino de toda a gente. Cada um de nós tem a nossa própria embalagem na vida. Quando nós dizemos, "Como é que tu podes alcançar x, y e z e eu não?" Nós de facto estamos a dizer, "Eu quero aquele pedaço de embalagem que é brilhante, que tem sucesso, respeitada, ou bonita." Mas nós não vemos a grande figura. Nós não vemos os anos de esforço e noites sem dormir por detrás da benção daquela pessoa. Ou, sim, talvez a pessoa tenha milhões de dólares, mas talvez a sua mulher também tenha cancro e os seus filhos não falem com ele.

Este mês, temos o apoio da energia trabalhadora de Capricórnio para fazermos o esforço para de facto criarmos para nós mesmos aquelas coisas que admiramos nos outros, e para abraços o nosso reino pessoal com todas as suas coisas positivas e negativas. Afinal de contas, antes de virmos para esta encarnação a nossa alma escolheu um conjunto específico de atributos e um conjunto específico de dificuldades, ambas perfeitamente ajustadas à nossa correção e crescimento.

Da perspectiva do Criador, nós somos completamente unos, todo o tempo. É apenas por causa da nossa visão limitada da realidade que nós experimentamos a falta. O sol nunca vê o lado negro da lua. Para o sol, a lua está sempre a brilhar. Para Deus, nós estamos sempre a brilhar porque a Sua essência faz parte de todos nós. O nosso trabalho é abraçar essa essência de modo a que possamos ser quem nós devemos ser.

Hoje à noite, quando acendemos a sétima vela do Chanukah, vamos perguntar ao Criador que nós vemo-nos a nós mesmos como Ele nos vê - perfeitos e únicos. Então vamos meditar para abraçar o nosso reino com amor e sermos tudo o que nós devemos ser.

Karen Berg

Exibições: 55

Comentar

Você precisa ser um membro de Ativista da Nova Era para adicionar comentários!

Entrar em Ativista da Nova Era

© 2019   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço