O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Membros

"A CIÊNCIA PARA FICAR RICO"

Para aceder ao livro "A Ciência para Ficar Rico" clique na imagem.

Dê uma oportunidade a si mesmo. Leia o Livro e dê um novo Rumo à sua Vida.

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

Abelmosco (Hibiscus abelmoschus L.) –  Fragrância que relaxa e tranquiliza

As sementes do abelmosco são muito apreciadas pelos perfumistas hindus e árabes, que as utilizam, além disso, como afrodisíaco. Pela acção do calor ou da fricção, soltam um intenso aroma a almíscar e a âmbar. Nalguns lugares da América Central, juntam-nas ao café, para que este fique mais aromático.

Propriedades e Indicações:

As sementes contêm um óleo essencial com acentuado efeito antiespasmódico, ou seja, capaz de relaxar os músculos das vísceras ocas espasmadas. Por isso se empregam com êxito para acalmar as cólicas intestinais, biliares ou renais, assim como os espasmos uterinos que acompanham a menstruação dolorosa (dismenorreia) (1).

Também têm um efeito sedativo sobre o sistema nervoso.

Preparação e emprego

Uso interno

1- Infusão de 50 g de sementes por litro de água. Tomar 2 ou 3 chávenas diárias.

Outros nomes: hibisco. Esp.: abelmosco, almizcle [vegetal], algalia, anaucho, lagarto. Fr.: Ambrette, graine à musc. lng.: abelmosk, muskmallow.

Habitat: Originário da índia, encontra-se com bastante frequência nas zonas tropicais da América Central. Cultiva-se nas Antilhas e na Guiana.

Descrição: Arbusto da família das Malváceas, que atinge até 2 m de altura. As suas folhas apresentam vários lóbulos irregulares. As flores são grandes e muito vistosas, com pétalas amarelas ou vermelhas. Dentro delas formam-se as sementes, que têm a forma de um rim e umas estrias acinzentadas.

Partes utilizadas: as sementes.

Rosa-do-japão

A planta que aparece na gravura é a rosa-do-japão (Hibiscus rosasinensis L.)*,- também conhecida por rosa-da-china e mimo-de-vénus, que é um arbusto ornamental, semelhante ao abelmosco.

As suas flores, de cor vermelha, são adstringentes e empregam-se em infusão, para aliviar a irritação da garganta e para lavagens dos olhos.

* Esp.: rosa de China.

Fonte: A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol.1,  de Jorge D. Pamplona Roger

Exibições: 5

Comentar

Você precisa ser um membro de Ativista da Nova Era para adicionar comentários!

Entrar em Ativista da Nova Era

© 2019   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço