O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Membros

"A CIÊNCIA PARA FICAR RICO"

Para aceder ao livro "A Ciência para Ficar Rico" clique na imagem.

Dê uma oportunidade a si mesmo. Leia o Livro e dê um novo Rumo à sua Vida.

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...


 

Temos imensas oportunidades, a cada momento, de usar qualquer coisa como desculpa para sairmos do momento – a única coisa que existe.

Pode ser uma conta para pagar que, apesar de ainda não ter acabado o prazo, nos invade de pensamentos preocupantes e estressantes.

Pode ser uma discussão que tivemos com alguém, e ela nos surge na mente, garantindo que nós temos razão.

Pode ser uma notícia que ouvimos e mexeu connosco.

Qualquer coisa serve. Não passam de desculpas. Uma desculpa conveniente para abandonarmos o momento e nos alimentarmos dessa droga. Acho que estivemos tão habituados à substância que é gerada no nosso corpo derivada do estresse, que nos tornámos dependentes dela.

Pois quando estamos bem, em paz, serenos, temos que alimentar um pensamento desses – que nos vai trazer mal-estar, preocupação, estresse, tensão – mesmo tendo-nos comprometido connosco mesmos que nos iríamos manter onde exatamente pertencemos e onde existe a vida – Agora.

Mas basta alimentar um pensamento. Um pequeno pensamento. Basta não se estar atento, e já fugimos de novo.

Um pensamento leva a mais outro, e mais outro, até nos embrulharmos de tal forma que deixamos de saber quem somos – começamos a agir que nem uns loucos, possuídos pelo medo, pela culpa, pela raiva.

A aceitação de nós mesmos é o melhor remédio. De nada nos serve sabermos que estamos sempre a procurar algo para fugirmos, isso não vai resolver. Mas podemos estar cientes dessa nossa tendência, aceitarmo-nos, sermos pacientes e tolerantes connosco mesmos, amando-nos incondicionalmente, pois só nós o podemos fazer por nós mesmos.

E tudo isso a cada momento, dando-nos os parabéns por tudo o que já conseguimos, e agradecendo por cada momento de bem-estar!

Obrigado, obrigado, obrigado!

Exibições: 26

Comentar

Você precisa ser um membro de Ativista da Nova Era para adicionar comentários!

Entrar em Ativista da Nova Era

Comentário de Maria Elisabete Raposo Milheiro em 29 maio 2012 às 22:10

Olá amiga, sim é verdade, ás vezes cansamo-nos de estar bem...eu também "sofro" do mesmo...Hehehe! Bem, penso que isso tenha a ver com o hábito. Se eu for analisar a minha vida até ao ponto em que me vi obrigada a fazer algo para mudar, o padrão era auto-destrutivo e progressivo. Então é uma tendência. Mas tenho vindo a notar que cada vez isso me acontece menos vezes, e que, como tu, arranjei alguns truques para gerir essa tendência. Uso muito o "só por hoje", procurando centrar-me em que a minha vida acontece apenas no espaço de hoje, e estipulo umas 3 ou 4 coisas que quero fazer, só por hoje (metas espirituais: aceitação, amor próprio, viver o momento, dar-me os Parabéns por tudo o que conseguir, tudo só por hoje), e depois é só ajustar as ferramentas que tenho a cada situação. Mas estar presente é de todas a postura essencial e que me tem ajudado imenso. Obrigado amiga. Bjs

Comentário de Mafalda Cristina Silva Carvalho em 25 maio 2012 às 1:43

Amiga Elisabete, senti e revivi uma coisa que me acontece agora, depois de ler atentamente o teu artigo. Neste momento tenho mais momentos de paz e de serenidade que costumava ter, por uma postura que adotei de confiança e desapego, uma vez que o sistema de pensamento anterior causava-me mais angústia. Mas, o engraçado sem ter graça é que às vezes me assusto com o meu bem-estar interior e penso que qualquer está mal e aí começam as tais roletas russas de pensamentos. Paro e penso: "Já estás cansada de estar bem...que insana que sou" E com estes ciclos tenho conseguido estar cada vez mais em paz interior, desapegada e confiante. Obrigada, beijocas.

© 2019   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço