O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Produtos Naturais

Membros

"A CIÊNCIA PARA FICAR RICO"

Para aceder ao livro "A Ciência para Ficar Rico" clique na imagem.

Dê uma oportunidade a si mesmo. Leia o Livro e dê um novo Rumo à sua Vida.

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

A vida espelha quem pensamos que somos

Como tudo começa

 

Seja o que for que esteja a acontecer no momento na vida de cada um de nós é simplesmente o reflexo da nossa consciência, tudo é um movimento de causa / efeito. Se o efeito está na nossa vida, a causa está na nossa consciência. Se as coisas não acontecem como esperado, se a vida se apresenta muitas vezes difícil e madrasta, se é sentido um vazio existencial, ansiedade ou inquietação… porque não parar e fazer a pergunta: porque fujo da vida? Porque resisto em vez de deixar que a vida aconteça?

Mas o mais engraçado é que conscientemente ou não todos sabemos que por mais voltas que queiramos dar tudo começa na nossa consciência. Tudo o que nos acontece em qualquer área da vida e tudo que acontece com o nosso corpo começa por alguma coisa que aconteceu na nossa consciência. A nossa consciência é quem habita o corpo físico e cria a realidade que cada um de nós experimenta neste momento. Na verdade, é a nossa experiência de Ser.

Seja o que for que esteja acontecendo na nossa vida, somos sempre os únicos responsáveis integrais pela situação que experimentamos no momento.

Apesar da grande vantagem de sabermos que somos os criadores da nossa realidade e que podemos mudar o que experimentamos da mesma forma que o criamos, não parece muito inteligente ter-se mais tendência para estar mal do que para estar bem. E também nos apanhamos enfermos, deprimidos, ansiosos e infelizes contemplando esse sofrimento em vez de mudar a causa.

Se o efeito é infelicidade, a solução óbvia seria mudar a causa, mudando assim o efeito. Mas quando já nos habituamos à infelicidade e a situação não põe aparentemente a vida em risco a tendência é adiar… Porquê? Será somente preguiça ou resistência à mudança?  Porque temos tendência a nos mantermos no vitimismo, criando o que não desejamos quando é mais fácil e simples mudar e criarmos o que desejamos?

Tudo isto é muito mais profundo do que normalmente nos é explicado pela psicologia, coaching ou por novas tendências terapêuticas emocionais. É urgente ir ao cerne da questão. As questões não têm fim: como foi possível criar um fosso tão grande e profundo na consciência do homem moderno? As explicações que nos são facultadas levam-nos aos meandros da imbecilidade. Onde está verdadeira razão da fuga para processos autodestrutivos? Porque nos tratamos tão mal?

Sempre me consideraram a “margem do suposto” por ser tão curioso e colocar tanta questão. Feito de uma matéria difícil de formatar fui agraciado com imensos lideres e mentores, esses também considerados fora da caixa, que me foram mostrando a razão pelo qual estou aqui e o caminho a percorrer.

Se ficarmos um pouco mais atentos percebemos que a maior causa de sofrimento da sociedade moderna é exatamente o vazio existencial, criado pelo desconhecimento da razão da sua existência. O que fazer para pararmos o ciclo vicioso em que vítimas criam vítimas?

 Não adianta chorar o leite derramado… nem culpar a educação limitante, que não soube mostrar a razão da nossa existência, nem nos mostrou o caminho nem a forma como o percorrer.

Como fazer? É preciso ter calma: o nascimento de cada um de nós tem um propósito e não podemos mudar. A não realização desse propósito, causa o vazio existencial de uma vida sem sentido e leva-nos ao sofrimento extremo. As leis do micro e macrocosmo são imutáveis; da mesma maneira que não podemos manipular o que acontece no ambiente que nos rodeia nem no mundo. Porém, o ambiente dentro do qual existimos e do qual dependemos totalmente podemos mudar em definitivo! Podemos sempre optar por um ambiente interior que apoie o desenvolvimento espiritual e a realização de nosso prepósito no mundo.

Assim é urgente aos “adultos” deste mundo, encontrar a razão da sua existência e entrar no fluxo da vida. E responsabilizarmo-nos por mostrar às gerações vindouras a razão pela qual nasceram e transmitir-lhes as leis para a realização.

Agora sim, como fazer… usei aspas na palavra adulto porque a educação moderna não criou pessoas livres e responsáveis, mas sim crianças imaturas grandes… para isso basta somente acessar aos números crescentes de “adultos” ansiosos e da crescente corrida aos gabinetes psiquiátricos. Felizmente hoje qualquer pessoa tem acesso a um curso de desenvolvimento e transformação pessoal, além de uma infinidade de meios de grande qualidade a preços simbólicos que pouco mais pagam que a alimentação, quando a pagam.

Não percas tempo!

Olhar para o pão não faz crescer.

Sê adulto responsável deixa o mundo melhor do que o encontraste. 

Exibições: 93

Comentar

Você precisa ser um membro de Ativista da Nova Era para adicionar comentários!

Entrar em Ativista da Nova Era

© 2017   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço