O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Produtos Naturais

Membros

"A CIÊNCIA PARA FICAR RICO"

Para aceder ao livro "A Ciência para Ficar Rico" clique na imagem.

Dê uma oportunidade a si mesmo. Leia o Livro e dê um novo Rumo à sua Vida.

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

A história da Caverna

 

 

«Todas as grandes verdades começam como blasfémias».

George Bernard Shaw

Premio Nobel da literatura

“ O dia só alvorece para aqueles dentre nós que estão acordados”

Henry Thoreau (1817 1862)

Filosofo poeta ensaísta

 

 

Conta-se que à milénios atrás, existia um mundo subterrâneo, habitado por humanos à séculos. Ninguém sabe por que se refugiaram ali. Era uma caverna gigantesca onde cresceram e se multiplicaram, de acordo com as condições precárias da escuridão cavernosa.

Certa vez um grupo de jovens hiperativos, decidem explorar o seu mundo na esperança de encontrarem um lugar onde fossem aceites, e pudessem desenvolver a sua criatividade em vez de forçados à escravatura da anulação. Andaram por muito tempo perdidos, através da escuridão cavernosa até que encontraram à distância aquilo que pensavam ser a luz de uma fogueira.  Quanto mais se aproximavam mais intensa e poderosa era a luz. Sem tão pouco poderem imaginar tinham encontrado a entrada da caverna. Esperaram algum tempo para que os seus olhos habituados às trevas, pudessem ver. Descobriram que existia um mundo de luz, para lá das trevas. Um mundo de céu azul, sol, mar ,montanhas, vales, planícies com animais das mais variadas espécies. Aqueles jovens estavam deslumbrados e emocionados com a descoberta deste novo mundo tão lindo e maravilhoso.

Agora vejamos estes jovens descriminados e rejeitados, rotulados de hiperativos, que encetaram numa fuga da normose do mundo das trevas, na esperança de encontrar um lugar onde fossem aceites, sem precisarem de vender a alma em troca da normalidade. Encontraram o paraíso e irradiam alegria e felicidade.

Este grupo de jovens está a viver algo inimaginável, e experimentam uma alegria indescritível, mas são incomodados pelo facto que existem os habitantes da caverna que continuam na escuridão. É preciso dar a conhecer a todos o mundo que acabaram de descobrir. É preciso que todos saibam que existe um mundo maravilhoso para lá do mundo cavernoso. Onde a luta pela sobrevivência, é a única forma que lhe foi ensinada de existência.

Aquele grupo de jovens regressa à caverna radiantes de alegria, entusiasmados por serem os mensageiros, de uma vida maravilhosa para aqueles habitantes das trevas. 

Reuniram o povo e deram-lhe a boa nova. Foram considerados loucos agitadores inimigos da ordem. Alucinados que falam de coisas que não existem.

 Como naquele mundo cavernoso, ainda não tinham inventado as Benzo, e não existiam os eletrochoques, por desconhecimento da energia elétrica, assim os loucos eram queimados, para não contaminarem nem destabilizarem a normose.

Como se sente ao recordar esta velha história?

Qual a diferença dos habitantes da caverna, para os habitantes do mundo moderno de hoje?

O que aconteceria se alguém afirmasse que ataques cardíacos, ataques de pânico, suicídio, depressão, solidão, dependências, e muitas outras poderiam simplesmente desaparecer através da mudança de paradigma?

Não é isso que acontece sempre?

O Manual prático de Gestão de Stress, vai mostrar com exemplos práticos como lidar com um acontecimento de uma forma saudável, e transformar cada situação naquilo que deseja.

 

 

Retirado do Manual prático de Gestão de Stress

António Shiva

antonio@solucaoperfeita.com

Exibições: 482

Comentar

Você precisa ser um membro de Ativista da Nova Era para adicionar comentários!

Entrar em Ativista da Nova Era

Comentário de Walterdes de Brito Barbosa em 23 setembro 2014 às 4:26

Isso sempre foi e é possível. É uma questão de enxergar o futuro e sair dos padrões submissos da grande mídia.

Comentário de ToninhoClaro*** em 21 setembro 2014 às 18:33

Oi, boa tarde Teixeira:

o amigo têm razão. "Desculpe a nossa falha" como diria o apresentador do jornal da Globo TV.

Acho que a culpa é do meu computador (os neurônios do cérebro estão falhando-risos-).

Agora entendi a parábola que se refere a "mostrar a hipnose  coletiva" (sic) da sociedade, como você bem colocou.

Muito obrigado. (eu me lembrava -ao ler seu post- do Oráculo de Delfos que informava a Sócrates que ele era o mais sábio de todos os homens- abraço forte, amigo).

Comentário de Antonio Teixeira Fernandes em 21 setembro 2014 às 8:42

Bom dia Toninho muito obrigado pelo seu precioso comentário; penso que se refere a  "Caverna de Platão" do filósofo grego Platão que se encontra na obra A Republica. Será?...

Esta parábola que postei é tirada de um contexto muito simples  do "Manual prático de Gestão de Stress", que tem como objetivo mostrar a hipnose coletiva em a sociedade está mergulhada, não ser a luz da verdade. 

Comentário de ToninhoClaro*** em 21 setembro 2014 às 1:44

A história da caverna de Sócrates não seria melhor para ilustrar esta "parábola"?

Além disto ela seria original.

Obrigado.

© 2017   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço