O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Membros

"A CIÊNCIA PARA FICAR RICO"

Para aceder ao livro "A Ciência para Ficar Rico" clique na imagem.

Dê uma oportunidade a si mesmo. Leia o Livro e dê um novo Rumo à sua Vida.

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

A energia trocada do sexo e suas consequências

sextro15Por Cristina Longhi - Sexo é maravilhoso, não podemos negar isso. Se relacionar com alguém significa trocar, compartilhar algo, principalmente trocar "informações" que vem através da energia. Cada pessoa que passa pela sua vida deixa em você um "fio" de energia conectado e com o sexo isso não é diferente. Mas no sexo existe algo a mais que é trocado e este pode vir a ser um problema dependendo da pessoa que tiver transado porque estes fios ficam por muito tempo conectados a você e você fica então trocando informações energéticas por muitos anos ainda. Com o tempo os fios vão diminuindo de espessura e os vínculos são cortados, mas leva-se anos.

Nos fluídos corporais existe uma informação que carrega como um código aquilo que cada um é. Quando através do sexo entramos em contato com esta energia "puxamos" parte desta informação para a gente, como se estivéssemos puxando parde dos problemas desta pessoa. Se você então tiver transado com alguém problemático por exemplo, você fica contaminado com estes problemas de certa forma muitomais que outras pessoas. É como uma teia de informações, que se espalham do outro para você e vice versa. Imagine que você deixa de estar totalmente "puro" quando se mistura desta forma com outras pessoas. Usar camisitnha ajuda a não misturar tanto essa energia, mas mistura mesmo assim, com menos intensidade.

Claro que não dá para ficar sem sexo, até porque através do orgasmo é possível se concetar com a energia divina e com isso trazer poder de criação para a sua vida, mas esta ja é outra história para ser explicada num tuturo artigo. Bem, quando você puxa para você informações, que não são suas, isso pode atrapalhar sua caminhada, pois você levará mais tempo para limpar tudo isso, ou melhor, resolver. O importante é ter consciência destas trocas e também ter respeito pela história do outro. Quando a gente abençoa a vida do outro, sua história de vida e seu caminho a gente começa a desfazer estes vínculos, agora quando a pesoa fica com raiva, etc...aumenta este vínculo. Tudo é energia.

O outro e nós somos na verdade um só, viemos da mesma fonte. A questão é que estamos em momentos diferentes, e quando você transa com alguém mais "atrasado" neste aspecto que você "volta" um pouco para trás novamente. É como uma influência que acontece como nos vínculos ue temos na vida no geral. Você pode pereceber que sua turma de amigos ou conhecidos, enfim, as pessoas que vocÊ mais convive dia a dia são a "média" daquilo que você é. Ou seja, aquilo que nos conectamos, faz parte daquilo que somos no momento. Quando estamos no meio de pessoas bem resovidas por tabela vamos ser influenciados e vice versa. Portanto, a chave é a consciência, o respeito e a entrega de corpo e alma. A entrega para si mesmo. Quando isso acontecer você só se envolverá comn tudo aquilo que sente que vale a pena, pois estará cuidando do seu templo, do seu corpo! Pense nisso.


Cuidado com a energia sexual!

sextro25


Por Flávio Bastos - Energia sexual é enegia criativa que move a vida, nosas vontades e desejos". (Carl Gustav Jung). O objetivo desse artigo não é julgar moralmente o praticante do sexo casual ou adeptos das demais modalidades sexuais ditas não "convencionais", mas resgatar do milenar ensinamento filosófico-religioso taoísta da China antiga, do também milenar conhecimento tântrico indiano e do secular espiritismo, algumas informações e tópicos que sejam compatíveis com o tema escolhido para o texto. É o que vermos a seguir. O sexo, admirável fonte de felicidade e prazer, devido ao fácil apego que gera, sempre foi causa tabmém de sofrimentos e deturpações. Prostituição e exploração sexual exisem desde tempos imemoriais, mas atualmente adquiriram uma dimensão tal que o sexo, associado a propaganda, estimulado pela mídia e incentivado como uma maneira de viver, desviou-se totalmente da fonte de alegria e prazer que sempre foi. A banalização do sexo veio como consequência da banalização do amor. Não deveria haver problemas ou proibições religiosas, exigências de celibato ou cobranças de fidelidade, mas como se perdeu a noção do que seja o amor e esse foi substituido pelo apego, gerando ciúmes, vinganças e desejos irrefreados de repetição do prazer sexual, o sexo acabou se tornando um problema a ser enfrentado e combatido.

Sexo, permuta de energias

Sempre que corpos se unem num beijo, num abraço ou até num simples toque, ocorre uma troca de energias. Se a união é sensual, num beijo ou num ato sexual, a liberação energético-informativa hormonal que ocorre, estimula todas as célula do corpo e torna a transferência energética muito mais intensa. A relação sexual é uma troca íntima de flúidos vitais, hormônios e energia sutil. O climax, no orgasmo, é o ápice na formação de um vínculo energético entre os parceiros. Cria-se, então, uma memória energética celular comum, um evento que liga permanentemente os dois pareceiros. Desse ponto de vista não há sexo seguro, pois sempre há troca e vínculo energéticos que fazem com que o(a) parceiro(a) permaneça em nós. Dessa forma, como dentro da experiência sexual, há uma troca química, hormonal e energética profunda, se o ato sexual é efetuado com pessoas fora de sintonia coma nossa frequência pessoa, todo o "lixo" daquela pessoa virá para desarmonizar a nossa vibração.

Sexo e Amor

Toda vez que determinada pessoa convida outra à comunhão sexual ou aceita de alguém um apeno neste sentido, em bases de afiniddade e confiança, estabelece-se entre ambas um círcuito de forças, pelo qual a dupla se alimenta psiquicamente de energias espirituais em regime de reciprocidade. Podemos questionar: sem amor, por que quere nos ligar a alguém que pouco ou nada conhecemos?

O verdadeiro amor não é possessivo e não busca incessantemente o sexo, pois por si só ja é desapegado e fonte inesgotável de prazer. Porém, atualmente, quano se fala em amor, fala-se de satisfação de carências do ego. Ama-se com o cérebro e não com o coração.

Ser atraente sexualmente e "livre" é a moda autal e vive-se em busca de valores sensoriais. Na falta de uma maneira mais profunda de se viver, mergulha-se no prazer dos sentidos como uma fuga, e o sexo é o maior desses prazeres. A sexualidade que deveria ser uma ponte em níveis mais elevados de consciência, perde-se no instinto e no apego sensorial, e erra o alvo correto que deveria ser a espiritualidade e a ligação espiritual/amorosa entre dois seres.

Sexo, Freud e a Mídia

Desde o adveno da psicanálise, com Sigmund Freud, o homem descobriu que entre os processos psicológicos havia uma interpretação de fatores sexuais. Freud, entretanto, atribuía a esses fatores sexuais as causas dos processos psicopatológicos. O seu trabalho foi importante porque mostrou com o fator sexual pode entrar no homem, manipulando-o a vontade para fazer dele um indivíduo melhor, pela psicoterapia.

No entanto, como todo o conhecimento humano é bem e mal utilizado, a grande onda de sensualismo que a mídia nos impôe, vem dessa manipulação. O interesse não é outro senão ganhar dinheiro e criar postos de poder, pois utilizam-se para isso, pontos da fraqueza humana que foram descobertos com finalidades terapêuticas para induzir à dependência psíquica, infelizmente. Com fizeram com a pólvora - inventada para fins úteis - em guerras, fizeram dos conhecimentos da sexualidade nos mecanismos psicológicos de Freud, máquinas de ganhar dinheiro e poder, usando manipulação e dependência.

Sexo e (auto) responsabilidade

Se não dominarmos nossos impulsos sexuais, poderemos ser prejudicados pelas amarras cármicas por onde fluem sentimentos entre as pessoas concectadas pelas relações sexuais. Por exemplo, se dormirmos com uma pessoa mal humorada, com crises de depressão ou com muita raiva, passamos a vivenciar essas pesadas emoções, de nosso(a) parceiro(a). Muitas vezes, inclusive, começamos a apresentar o mesmo comportamento daquele(a)...

Seria mais inteligente de nossa parte esclher com cuidado nossos(as) parceiros(as). O estado emocional que experienciarmos na hora da relação, será o que iremos implantar em nosso(as) parceiros(as). Antes de nos envolvermos com alguém, devemos ponderar amorosamente o que isso vai gerar na outra pessoa e em nós mesmos. Por isso, conhecer o caráter dessa pessoa, torna-se importante em toda relação de entrega íntima.

Sexo é espírito e a vida a serviço da felicidade e da harmonia do universo. Consequentemente, reclama responsabilidade e discernimento, onde e quando se expresse. Por isso mesmo, o indivíduo precisa e deve saber o que fazer com a sua energia sexual, observando como , com que e para quem se utiliza de tais recursos, entendendo-se que todos os compromissos na vida sexual estão igualmente subordinados a Lei de Causa e Efeito. e segundo esse exato princípio, de tudo o que dermos a outrem no mundo afetivo, outrem também nos dará.

Conclusão

Sem "fórmulas prontas" a respeito do comportamento sexual humano, o que na verdde não existe, deixemos que Emmanuel, através da psicografia de Chico Xavier, conclua com a sensibiidade e a visão dos grandes mestres: "Diante do sexo não nos achamos a frente deum despenhadeiro para as trevas, mas perante a fonte viva das energias em que a sabedoria do universo situou o laboratório dasa formas físicas e a usina dos estímulos espirituais mais intensos par a execução das tarefas que escolhemos, em regime de colaboração mútua, visando ao rendimento do progresso e do aperfeiçoamento entre os homens."


O sexo é sublime, é a troca de energia mais potente que existe neste planeta


24/05/2015 - Mensagem canalizada em 22 de maio 2015 – Abraham

Não existe para vocês, um assunto tão rotulado como sexo. Ele na verdade, é algo simples, mas que foi colocado como sujo e até mesmo como moeda de troca. O sexo é rejeitado e amado pela maioria de vocês. Muitos poucos conseguem vê-lo com a simplicidade que deveria. Vocês foram ensinados desde criança, que os órgãos genitais deveriam ser escondidos, e que ninguém poderia vê-los ou tocá-los, nem mesmo por vocês. Esse é o motivo que a masturbação é olhada também como algo impuro, proibido em algumas religiões, porque “não é permitido” tocar o próprio corpo? Isso não faz o menor sentido.

Por que não é permitido sentir prazer?

Quando vocês comem um pedaço de chocolate, que muitas vezes vocês até fecham os olhos para sentir toda profundidade daquele momento, vocês não estão se dando prazer?
E qual é a diferença se vocês estão comendo um chocolate ou se estão tocando o próprio corpo? Não existe diferença, e assim também acontece com ato sexual, que deve ser feito somente em base a determinadas regras impostas pela religião e pela sociedade, e com isso não se ensina o mais importante, que o sexo é a exteriorização da vossa energia, e que deve ser compartilhada com uma pessoa que esteja na mesma frequência que a vossa .

Não que seja “pecado” fazer sexo com quem não está na mesma frequência, acontece que a energia que vocês emitem no momento do orgasmo é muito forte, e com ela vem a energia que está no campo aurico do parceiro, e se entrelaça com a vossa, de modo que ao terminar o ato, um “ganha” um pouco da energia do outro, então se a pessoa tem energia de baixa frequência no seu campo, irá enviá-la para o parceiro e vice-versa. Mas de forma alguma existe o fato de que o sexo dentro do casamento é “abençoado e fora dele é pecado”.

Muitas vezes, o sexo dentro de um casamento, é tão nocivo energeticamente do que quando duas pessoas que se conheceram há poucas horas o façam. O sexo é sublime, é a troca de energia mais potente que existe neste planeta. Durante o orgasmo, é desprendido uma energia gigantesca que existe dentro de cada um, e essa energia fica irradiando no vosso campo aurico, a tal ponto, que chega a elevar as vossas frequências.

O sexo também, é uma fonte de troca de amor e Luz, por isso as pessoas que não se permitem à liberdade de fazerem sexo quando tem vontade, são mais tensas e insatisfeitas com suas vidas, pois elas sabem que existe um chamado interno de se liberarem, mas por acreditar nas crenças limitantes, elas abrem mão do prazer que ele pode proporcionar. As mulheres, sem dúvida, são as que mais sofrem com isso, pois foram ensinadas não se darem o prazer de gostarem de fazer sexo, que “sexo é coisa, que só os homens gostam”. Criando em torno de si, uma camada de energia de frustração.

Muitas mulheres casadas, não se sentem à vontade ao serem tocadas pelos seus próprios maridos, por causa das crenças que lhes foram impostas, causando um sentimento de que elas estão sendo desrespeitadas por eles e por elas mesmas. Quando na verdade, o sexo deveria ser visto como apenas uma troca de amor e Luz entre as pessoas, que se você, sentir amor por alguém e ele por você, o sexo vem apenas para emanar mais intensamente esse amor um pelo outro, e naquele momento, a única coisa que conta é o prazer. O sexo é simples, natural e espiritual, é a maneira como vocês o veem, que define se ele é uma fonte de desprazer ou de amor e Luz. Nós esperamos ter ajudado vocês nesta questão,

Abraham

Exibições: 789

Comentar

Você precisa ser um membro de Ativista da Nova Era para adicionar comentários!

Entrar em Ativista da Nova Era

© 2019   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço