O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Produtos Naturais

Membros

"A CIÊNCIA PARA FICAR RICO"

Para aceder ao livro "A Ciência para Ficar Rico" clique na imagem.

Dê uma oportunidade a si mesmo. Leia o Livro e dê um novo Rumo à sua Vida.

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

Blog de Ângela Barnabé (349)

Medo de errar – 252 de 365

medo de errar

O medo de errar ainda está presente em mim. Isto é bastante estúpido por (pelo menos) duas razões.

Primeiro, o medo que algo aconteça acaba por criar aquilo do qual se tem medo, por isso eu ao ter medo de errar já estou a criar a possibilidade de acontecer.

Depois, a ideia de erro parte de uma postura de que as coisas não são perfeitas da maneira que são e de que, no meio de todos os acontecimentos que fazem parte deste Universo,…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 9 outubro 2018 às 23:39 — Sem comentários

Só posso dar o que tenho e só recebo o que dou – 251 de 365

dar o que tenho Lembro-me de olhar à minha volta e invejar aquilo que os outros tinham. Queria ter outras coisas, ser outra pessoa, ter uma nova vida… Perguntava-me porque é que os outros tinham e eu não. Porque é que os outros eram felizes e eu não.

A resposta, ao contrário do que eu pensava, não estava no destino, nem em nada que eu não pudesse mudar. A resposta estava em mim, na minha postura em relação à vida e na minha consciência.

Eu só posso…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 7 outubro 2018 às 7:33 — Sem comentários

Ser autêntica – 250 de 365

autêntica

Quando comecei a minha caminhada da mudança, o ser autêntico disse-me muito. Habituada a viver na mentira, coberta de máscaras, ser verdadeira e autêntica era algo completamente novo.

Não podemos mostrar aquilo que realmente sentimos, porque é sinal de fraqueza; só podemos ser verdadeiros para aqueles que nos são próximos; cuidado a quem confias aquilo que sentes; todas estas frases faziam parte da minha forma de viver a…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 3 outubro 2018 às 23:27 — Sem comentários

Ser permeável – 249 de 365

ser permeável

Durante o dia sou bombardeada de informações. Lido com várias pessoas, seja por telefone, email ou até mesmo pessoalmente. Tenho que lidar com situações e ao longo do dia, manter uma postura de aceitação e de gratidão.

Muitas vezes achei que estava a conseguir manter essa postura, mas durante o decorrer das coisas, dava por mim agarrada a coisas.

Fosse uma palavra ou uma ação de uma pessoa, algo que não corria como esperado; bastava uma pequena coisa…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 2 outubro 2018 às 23:17 — Sem comentários

Fugir às situações – 248 de 365

fugir às situações

Os momentos que me trazem mais crescimento são aqueles pelos quais não tenho muita vontade de passar. Por isso, na maior parte das vezes posso dizer que fujo ao meu próprio crescimento.

A opção de evitar passar por uma situação para não ter que lidar com as coisas que ela traz parece bastante atraente e até parece que não vai trazer nenhuma consequência. Mas a verdade é que traz bastantes e não são nada agradáveis.

Se eu sei que o…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 1 outubro 2018 às 22:46 — Sem comentários

Coitadinha de mim… – 247 de 365

coitadinha

Não sei se já conhecem o termo C.D.M. (Coitadinha de Mim). Penso que já escrevi sobre este estado, mas por vezes ainda me esqueço do quanto presente ele se faz sentir.

Eu sou 100% responsável pela minha realidade. Qualquer coisa que se faça sentir na minha realidade foi criação minha; seja pelos conceitos, seja pelo meu estado emocional; tudo é meu reflexo.

Então porquê perder tempo sentindo-me a vítima do mundo? Sentindo…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 30 setembro 2018 às 15:51 — Sem comentários

Comparar-me para quê? – 246 de 365

comparar-me para quê

Já escrevi bastante sobre a comparação e sobre os efeitos que ela trouxe para a minha vida. Mas, ainda que tenha refletido sobre este tema mais do que uma vez, ainda dou por mim a comparar-me aos outros. Comparar-me para quê?

É uma estupidez e uma falta de responsabilidade comparar-me de que maneira seja aos outros, porque isso assume que eu não sou responsável pela minha realidade (quando na verdade sou 100% responsável) e…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 29 setembro 2018 às 22:28 — Sem comentários

Se me sentir bem tudo está bem – 245 de 365

sentir bem

Os momentos da minha vida em que sinto que as coisas não estão bem é quando não me sinto bem. E, ao contrário do que eu pensava, não são as coisas que causam o meu mal-estar, é o mal-estar que causa as coisas.

De certeza que nos dias em que não me sinto bem parece que nada corre bem. Atrasos, acidentes, tudo isso acontece naqueles dias em que não me sinto bem comigo mesma.

Nos dias em que me sinto bem, ainda que possam acontecer…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 27 setembro 2018 às 22:56 — Sem comentários

Ter mais para dar mais – 244 de 365

ter mais

Eu sempre me contentei com pouco e penso que ainda existe uma parte de mim que alimenta isso. Nada é mais prejudicial ao crescimento pessoal de um indivíduo do que contentar-se com pouco.

Como é que eu posso crescer, ser alguém melhor, ajudar o mundo a crescer se me contento apenas com uma parte de tudo aquilo que existe para mim?

Como é que eu posso desenvolver um projeto, ter a minha casa de sonhos, viajar e outras…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 26 setembro 2018 às 23:06 — Sem comentários

Criar expectativas – 243 de 365

expectativas

Quando quero as coisas sobre controlo é fácil criar expectativas.

As coisas parecem encaminhar-se numa direção e começa-se a prever os resultados. Investe-se em algo e começa-se a pensar no que é que se vai colher.

Mas de um momento para o outro, as coisas mudam. O percurso altera-se e tudo aquilo que foi imaginado e controlo desvanece-se e fica o vazio.

É esta a minha experiência com a criação de expectativas.  Começo a achar que…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 25 setembro 2018 às 22:55 — Sem comentários

Não é o que faço, mas a intenção com que faço – 242 de 365

intenção

Já fiz coisas muito certinhas na minha vida que não me levaram a lado nenhum. Já fiz coisas de um maneira menos “correta” que operaram grandes transformações na minha vida.

Sempre que andei atrás da maneira correta de agir, acabei sempre por adiar qualquer ação. Sempre que quis na verdade resolver uma situação, ainda de uma maneira que eu achasse “estranha”, cheguei rapidamente ao meu objetivo, da melhor maneira.

Isso…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 25 setembro 2018 às 22:48 — Sem comentários

O bem-estar dos outros não é da minha responsabilidade – 241 de 365

bem-estar dos outros

A única coisa que eu posso mudar sou eu própria. As minhas emoções, as minhas ações, os meus pensamentos são da minha responsabilidade e cabe-me a mim mudá-los.

Desta forma o meu bem-estar é da minha responsabilidade. Nada nem ninguém me poderão fazer sentir bem, apenas a minha decisão de estar bem me poderá permitir sentir o bem-estar.

E o bem-estar dos outros não é da minha responsabilidade.

Eu, estando…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 22 setembro 2018 às 22:30 — Sem comentários

A verdadeira autoestima – 240 de 365

verdadeira autoestima

Nos últimos tempos tenho pensado muito sobre a verdadeira autoestima e sobre o que significa ter uma boa autoestima.

Antes pensava que sentir-me bem comigo mesma e consequentemente ser uma pessoa com uma boa autoestima, significava olhar-me no espelho e sentir-me bem com o que via.

Isso já me aconteceu, mas digamos que este sucedido não resolveu os problemas interiores. Porque na verdade o maior problema não estava na imagem refletida no…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 21 setembro 2018 às 23:13 — Sem comentários

O que é que eu quero? – 239 de 365

quero

Uma mesma decisão pode levar-me a caminhos bem diferentes. Pode levar-me a criar algo que contribui para o meu bem-estar ou pode, pelo contrário, levar-me a um caminho de sofrimento.

O que é que motiva esta decisão? – é uma pergunta que eu faço a mim mesma muitas vezes. É o que os outros pensam? São os preconceitos em relação à vida?

Muitas vezes, não sabendo o que realmente o que queria, justifiquei…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 19 setembro 2018 às 23:41 — Sem comentários

A vida é algo incerto – 238 de 365

incerto

Por muito que eu queira e tente planear, a verdade é que a vida é algo incerto.  As coisas aparecem de onde menos eu espero, as pessoas surpreendem-me, a natureza abençoa-me com a sua beleza…

Não sei quanto tempo tenho de vida. Não sei durante quanto tempo viverei determinada situação, nem quanto terei para usufruir de alguma coisa.

A única coisa que sei e da qual posso ter a certeza é de que aquilo que usufruo e agradeço…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 16 setembro 2018 às 23:32 — Sem comentários

Estar sempre atenta – 237 de 365

atenta

Antes de começar o meu processo de mudança, ou melhor, antes de decidir que queria seguir este caminho, achava que eu não tinha problema nenhum, pois eram as pessoas e as situações que me traziam mal-estar.

Depois, mais tarde, pensava que trabalharia durante algum tempo nos aspetos emocionais da minha vida e que chegaria o dia em que não tinha que trabalhar mais nada, seria só usufruir.

Mas, hoje, sei que as coisas são…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 14 setembro 2018 às 23:38 — Sem comentários

A vida é feita de coisas pequeninas - 236 de 365

pequeninas

Sempre vivi na expectativa dos grandes momentos. Daqueles que muitas vezes os filmes retratam e que mudam o curso de vida de qualquer um.

Esperava por esses momentos, mas a verdade é que eles eram poucos. E aqueles momentos grandes nos quais eu punha expectativa pareciam ainda mais pequenos do que os do quotidiano.

Mas será que os momentos que verdadeiramente importam são os grandes?

Se pensar bem o número de…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 13 setembro 2018 às 23:28 — Sem comentários

Apreciar a beleza – 235 de 365

Apreciar a beleza

A beleza é mais do que os olhos veem. A beleza é mais do que um padrão a que eu ainda me imponho quando me olho ao espelho. É mais do que o corpo físico…

Beleza é algo que se sente, que se admira. Está por todo o lado, em todos os momentos, basta que eu me abra a vê-la.

Cada segundo é algo belo. É mais uma oportunidade  para viver, para realizar sonhos, para ser feliz…

Estas palavras que escrevo são belas,…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 12 setembro 2018 às 23:27 — Sem comentários

Agir em vez de reagir – 234 de 365

reagir

Muitas vezes justifiquei as minhas ações com coisas exteriores. Parecia mais fácil, pois assim eu deixava de ser responsável pelo que fazia e podia culpar os outros, as situações e a vida pelo meu estado num dado momento.

Mas a verdade é que viver dessa maneira não é viver. É andar ao sabor dos ventos, é sobreviver, é resistir; é tudo menos aquilo para o qual acordo todos os dias.

Sempre que algo acontece eu devo agir e…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 11 setembro 2018 às 23:22 — Sem comentários

A vida é a minha melhor amiga – 233 de 365

melhor amiga

Muito tenho escrito sobre as minhas “desavenças” com a vida e  sobre como a minha postura em relação a ela me têm impedido de usufruir de cada segundo desta minha jornada.

Com o tempo e com o facto de me libertar de todos os pre-conceitos em relação à vida, tenho me vindo a aperceber cada vez mais que a vida é a minha melhor amiga.

Em todos os aspetos, em todos os momentos, tudo o que aconteceu foi perfeito. A minha resistência àquilo que…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 10 setembro 2018 às 22:58 — Sem comentários

© 2018   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço