O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Produtos Naturais

Membros

"A CIÊNCIA PARA FICAR RICO"

Para aceder ao livro "A Ciência para Ficar Rico" clique na imagem.

Dê uma oportunidade a si mesmo. Leia o Livro e dê um novo Rumo à sua Vida.

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

Todas as mensagens do blog (1,763)

Quando irei ver os resultados? – 166 de 365

ver os resultados

Somos criados na cultura do instantâneo, em que se os resultados não forem praticamente imediatos, as coisas não valem a pena e parte-se à procura de algo “para ontem”.

Confesso que ver os resultados o mais depressa possível era algo que eu gostava muito ( e penso que ainda exista uma parte de mim que o prefira), mas consigo ver bem o que isso causa na minha vida.

Os resultados aparecem sempre na hora certa. Posso…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 17 junho 2018 às 19:06 — Sem comentários

Quando irei ver os resultados? – 166 de 365

ver os resultados

Somos criados na cultura do instantâneo, em que se os resultados não forem praticamente imediatos, as coisas não valem a pena e parte-se à procura de algo “para ontem”.

Confesso que ver os resultados o mais depressa possível era algo que eu gostava muito ( e penso que ainda exista uma parte de mim que o prefira), mas consigo ver bem o que isso causa na minha vida.

Os resultados aparecem sempre na hora certa. Posso…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 15 junho 2018 às 23:57 — Sem comentários

Está tudo aqui – 165 de 365

está tudo aqui

É interessante olhar para trás e ver que quanto mais eu procurava, mais deixava passar por mim aquilo que buscava e mais resistia à vida.

Não há problema em querer mais do que aquilo que tenho ( a nossa natureza é crescimento e quando estagnamos começamos a morrer), mas a questão está naquilo que me leva a querer algo.

Eu queria ter mais para me sentir melhor. Tudo aquilo que eu buscava era com intuito de me preencher. Daí toda a…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 15 junho 2018 às 23:30 — Sem comentários

Estar bem em primeiro lugar – 164 de 365

primeiro lugar

Quando ouvia falar em autoestima e em estar bem comigo mesma, pensava em todos os aspectos físicos da questão, como olhar-me ao espelho e sentir-me bem comigo, gostar do meu corpo…

Não compreendia muito bem quais seriam as “consequências” de ter uma boa autoestima e o que é que isso iria significar no meu dia-a-dia.

Estar bem comigo mesma não tem só a ver com a aparência, mas também com a forma como me sinto, com aquilo que…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 13 junho 2018 às 23:32 — Sem comentários

Libertar o passado – 161 de 365

libertar o passado Quando comecei o meu processo de mudança e quando vi que tinha tantas crenças para libertar, fiquei bastante assustada, pois achei que só quando as libertasse todas é que poderia ver mudanças acontecerem.

Pensava muitas vezes no passado e ficava muitas vezes focada no que tinha acontecido e na necessidade de ver as coisas que aconteceram de forma diferente.

Ficava também preocupada com aquilo que ainda ia ter que fazer no futuro. Será que iria…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 12 junho 2018 às 23:15 — Sem comentários

O que acontece é sempre o melhor – 162 de 365

acontecem no momento certo Não importa quantas vezes eu escreva, diga ou pense isto, fico sempre maravilhada com a forma como as coisas acontecem. É impressionante o facto de tudo o que acontece na minha vida ser sempre o melhor.

Posso não ver isso e resistir ao fluxo das coisas e ser ignorante ao ponto de achar que sei o que deve ou não acontecer, mas a vida nunca me falha.

Entro em ansiedade e fico envolta num turbilhão de pensamentos. E tudo isto para quê? Para…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 12 junho 2018 às 23:00 — Sem comentários

Lidar com a ansiedade – 160 de 365

ansiedade

Pelos muitos conceitos errados acerca da vida e do seu fluxo que eu fui criando ao longo da minha vida, tornei-me uma pessoa ansiosa. Eu estava sempre num estado tal de ansiedade que no momento em que consegui ficar serena, senti-me estranha.

(É muito “interessante” o facto de eu, no passado, considerar normal o estado de ansiedade e não o estado de serenidade.)

Queria controlar a forma como as coisas se…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 9 junho 2018 às 23:29 — Sem comentários

Entrevista ao Frei Bento Domingues

 Uma entrevista de simples leitura que mostra a expansão da mente e lucidez de um Homem com 84 anos.

https://sol.sapo.pt/especiais/frei-bento-domingues-fala-se-muito-de-modernidade-e-de-iluminismo-e-depois-deixamos-a-vida-desenvolver-se-nas-trevas/

Adicionado por Isabel Pato em 9 junho 2018 às 19:30 — Sem comentários

Os pequenos momentos – 155 de 365

pequenos momentos

Lembro-me de, nas últimas horas de cada ano, tentar apreciar a última vez que fazia alguma coisa naquele ano. Tentava usufruir, estar presente, mas assim que soavam as 12 badaladas, esquecia a intenção de viver o momento e voltava tudo ao mesmo.

Pensava que um dia ia acontecer algo tão arrebatador que ia mudar a minha vida e iria tudo fazer sentido.Estava convicta que isso iria coincidir com o momento em que encontrasse…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 6 junho 2018 às 18:16 — Sem comentários

Deixar ir – 154 de 365

deixar ir Relacionar-me com as pessoas era algo que eu considerava difícil (talvez pelo facto de a minha relação comigo mesma não ser algo fluído). Tinha medo das pessoas, desconfiava delas e sempre tinha a sensação que não podia mostrar tudo aquilo que sentia para não me tornar vulnerável.

Eu tinha uma baixa auto-estima e por isso aquilo que os outros pensavam de mim tinha um impacto enorme na forma como eu me sentia. Procurei muitas…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 6 junho 2018 às 12:41 — Sem comentários

A ponte para o bem-estar – 153 de 365

ponte

Muitas vezes pensei que o bem-estar era algo difícil de alcançar e que era algo longínquo. Um dia, após muito trabalho árduo e esforço, iria conseguir sentir-me bem comigo mesma.

Mas eu estava enganada. Não relativamente a que um dia me iria sentir bem comigo mesma, mas sim quando pensava que esse dia estava longe.

O dia poderia ser aquele mesmo, naquele mesmo instante em que colocava o meu bem-estar tão longe.

Para estar…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 5 junho 2018 às 22:57 — Sem comentários

Cada dia é mais uma oportunidade – 145 de 365

cada dia

Quando comecei a mudar a direção em que a minha vida seguia, tentei tomar decisões para toda a vida e também abarcar de uma vez só tudo o que tinha que mudar.

É importante reconhecer o lugar onde me encontro e o lugar para onde quero ir, mas para que a mudança aconteça, tenho que em cada momento do agora, decidir algo diferente.

Cada dia é mais uma oportunidade.

Pode ser uma oportunidade para perpetuar aquilo que sempre tem…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 25 maio 2018 às 23:25 — Sem comentários

Mudar a minha realidade – 144 de 365

mudar a minha realidade Eu treinei-me para me focar naquilo que eu não queria e na falta de beleza da minha vida. Não sentia que a vida tinha aquela alegria que sempre pensei que teria.

Quanto mais acreditava que a vida era algo sombria, menos razões via para ver a vida com outra luz e mais acreditava que não tinha nascido com sorte.

Cada vez que me lembro da forma como via a minha realidade, fico bastante surpreendida pela falta de confiança e pelo excesso de comodismo que…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 24 maio 2018 às 23:29 — Sem comentários

Escutar o meu corpo – 143 de 365

corpo Desde que entrei na adolescência que criei uma relação não muito saudável com o meu corpo. Sabendo eu hoje que a minha mente interfere com a minha realidade física, consigo ver o porquê de isso acontecer.

O meu corpo era o meu inimigo e ele estava entre mim e o bem-estar que eu iria sentir quando a imagem que estava no espelho fosse aquela que eu queria ver.

Não posso dizer que me foi passado directamente um conceito de beleza, mas eu…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 23 maio 2018 às 23:16 — Sem comentários

Não há como voltar atrás – 142 de 365

voltar a trás

Muitas vezes, quando comecei a ver a vida de uma forma bem mais agradável, resisti a novas formas de fazer as coisas. Ouvia o que me era dito, mas tentava fazer da maneira que sempre fiz.

Isso não resultava lá muito bem, ou melhor, os resultados que eu tinha não eram como antigamente e eu questionava o que estava por detrás disso.

Quando eu ouvia que havia uma forma diferente e bem melhor de fazer as coisas, a minha consciência expandia para…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 22 maio 2018 às 23:22 — Sem comentários

Alimentar o bem-estar – 141 de 365

alimentar

Não sei de onde veio este comportamento. O que é certo é que eu passo muito tempo alimentando aquilo que me faz sentir mal.

No fundo, não procuro ativamente estar mal, mas existem pequenos acontecimentos que despoletam o mal-estar e em vez de naturalmente deixar ir e focar-me noutra coisa, tenho a tendência para os alimentar.

Esta tendência é uma das maiores limitações que eu identifiquei em mim, pois parece que independentemente…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 22 maio 2018 às 22:44 — Sem comentários

Entregar-me à vida – 140 de 365

entregar-me

Eu sei que já escrevi imensas vezes sobre confiar e entregar-me à vida, mas nunca é demais relembrar-me do quanto eu me impeço de viver.

É nas pequenas coisas, nos pequenos momentos que me apercebo que muitas vezes, com medo não sei do quê, deixo que as coisas passem ao lado e evito passar por determinadas situações.

Para crescer há que aprender a lidar com as emoções, com os pensamentos e com tudo o que está relacionado com o dia-a-dia. E…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 22 maio 2018 às 22:31 — Sem comentários

Ser o exemplo – 139 de 365

exemplo

Muitas vezes em criança questionei as ações dos adultos. Não pela ação em si, mas pela falta de coerência que existia, uma vez que me era dito para fazer uma coisa e depois eles faziam outra.

Muitas vezes ouvi a tão famosa frase “Faz o que eu te digo e não faças o que eu faço”. Isso deixava-me dividida porque se me diziam para fazer algo e não o faziam, alguma coisa estava errada.

Como é que podia viver genuína e autenticamente se…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 22 maio 2018 às 0:00 — Sem comentários

Seja feita a vontade do todo – 138 de 365

vontade do todo

A minha ansiedade sempre foi causada pela falta de confiança na vida. Desde que comecei a ver a vida de uma outra maneira que me foi dito que o melhor era deixar que fosse feita a vontade do todo.

Mas eu não queria. Não porque não achasse que fosse o melhor, mas porque a vontade do todo poderia não ser a minha vontade e aí as coisas iriam sair do meu controlo.

É incrível que mesmo vendo que o tentar controlar me levava…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 19 maio 2018 às 0:33 — Sem comentários

Viver aquilo que acredito – 137 de 365

viver aquilo que acredito

No passado eu abdiquei de algumas coisas com medo do que os outros pudessem pensar. Não fui atrás daquilo que queria com medo de ser julgada e moldei-me à imagem que os outros tinham de mim.

Ou será que a verdade é outra? Será que o que me motivou foi a opinião dos outros ou foi o medo?

É certo que vivendo numa sociedade muitas vezes somos influenciados por aquilo que deve ou não ser norma e que a imagem que…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 19 maio 2018 às 0:24 — Sem comentários

Arquivos mensais

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

1999

© 2018   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço