O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Produtos Naturais

Membros

"A CIÊNCIA PARA FICAR RICO"

Para aceder ao livro "A Ciência para Ficar Rico" clique na imagem.

Dê uma oportunidade a si mesmo. Leia o Livro e dê um novo Rumo à sua Vida.

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

agosto 2018 Posts no Blog (23)

O mundo está cada vez melhor – 226 de 365

O mundo está cada vez melhor

Uma vez em conversa com alguém pelo qual tenho muito carinho e…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 31 agosto 2018 às 23:00 — Sem comentários

As coisas mudam a qualquer momento – 225 de 365

mudam a qualquer momento

Sempre adorei a rotina e a “segurança” que ela me proporcionava. Achava que ter as coisas planeadas era o ideal para uma vida verdadeiramente feliz, mas a verdade não era essa.

O facto de eu gostar de uma vida rotineira não tinha nada a ver com o querer aproveitar todo o potencial do meu dia-a-dia; o motivo por detrás disso era na verdade o medo que eu tinha da vida.

Tinha medo do inesperado. Tinha…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 31 agosto 2018 às 11:59 — Sem comentários

Quando é o momento certo? – 224 de 365

quando é o momento certo

Já dei por mim muitas vezes a hesitar agir com medo de não ser o momento certo. Pensava, refletia e dava voltas à cabeça para que pudesse ter a certeza que era a melhor altura para agir.

O resultado era quase sempre o mesmo: ficava tão embrulhada na dúvida que ou decidia não agir ( e sentia-me culpada) ou agia, mas com o medo do que poderia acontecer, acabava por bloquear todo o processo.

A melhor ( e talvez a única forma)…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 29 agosto 2018 às 23:13 — Sem comentários

Eu posso escolher aquilo que sinto – 223 de 365

escolher aquilo que sinto

Eu sou 100% responsável pela minha realidade. Como tal, se não estiver satisfeita com aquilo que estou a experienciar posso mudar, para que as coisas mudem.

Antes, quando responsabilizava ( e muitas vezes culpava) os outros por aquilo que acontecia na minha vida, dava a todos os que me rodeavam o poder de decisão nas diversas áreas da minha vida.

Hoje, estando cada vez mais consciente da responsabilidade que eu tenho na criação da…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 28 agosto 2018 às 23:36 — Sem comentários

A essência do amor – 222 de 365

essência do amor

Já escrevi algumas vezes sobre amor, mas até hoje sei que não consigo conceber o seu verdadeiro significado.De uma coisa tenho a certeza: tudo aquilo que eu considerava amor nada tem a ver com a sua verdadeira essência.

O “amor” que eu fui recebendo ao longo da minha vida foi aquele que me puderam dar e mais do que isso; foi o amor que eu me senti merecedora de receber.

Muitas vezes afastei as pessoas que me queriam bem e que à sua maneira me…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 27 agosto 2018 às 23:12 — Sem comentários

Largar o mal-estar – 221 de 365

largar o mal-estar

Onde existe amor não há medo. Onde existe confiança não existe dúvida. Onde reina o bem-estar o mal-estar não tem lugar.

Foi me passado o cultivar do mal-estar. Parecia que a vida não era realmente vida se não houvesse um pouco de ansiedade, um pouco de medo, um pouco de raiva…

Habituei-me a viver no stress, sempre com medo do que poderia vir. Estava tão envolta naquele ambiente que num breve segundo em que estive…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 26 agosto 2018 às 23:13 — Sem comentários

Decisões erradas? – 220 de 365

decisões erradas

O tema das decisões é algo sobre o qual eu escrevo muito, mas quanto mais escrevo e reflito, mais expando a minha consciência e mais coisas tenho a partilhar.

Sempre me considerei uma pessoa bastante indecisa, e a minha dificuldade em decidir partia do medo de tomar decisões erradas.

Esta postura é “errada” em vários sentidos. Primeiro, não existem decisões certas nem erradas; existem decisões. Em…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 24 agosto 2018 às 11:11 — Sem comentários

Decisões erradas? – 220 de 365

decisões erradas

O tema das decisões é algo sobre o qual eu escrevo muito, mas quanto mais escrevo e reflito, mais expando a minha consciência e mais coisas tenho a partilhar.

Sempre me considerei uma pessoa bastante indecisa, e a minha dificuldade em decidir partia do medo de tomar decisões erradas.

Esta postura é “errada” em vários sentidos. Primeiro, não existem decisões certas nem erradas; existem decisões. Em…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 24 agosto 2018 às 11:06 — Sem comentários

A responsabilidade nas mãos dos outros – 219 de 365

responsabilidade nas mãos dos outros

Durante muito tempo eu justifiquei as minhas ações (ou a ausência delas) com aquilo que os outros pensam.Queria ser a menina bonita aos olhos de todos, independentemente da minha vontade.

Aliás, parecia mais fácil agir dessa maneira, porque assim se algo “corresse mal”, podia sempre responsabilizar os outros por aquilo que acontecia.

Mas andar ao “sabor” dos ventos e deixar a responsabilidade da minha vida nas mãos dos outros não é uma…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 21 agosto 2018 às 19:01 — Sem comentários

Resistir ao impulso – 218 de 365

resistir ao impulso

Já dei por mim muitas vezes a agir de forma impulsiva, ou melhor, a reagir às situações. No momento, é fácil deixar-me levar por aquilo que parece e responder à “letra” quando me deparo com diversas situações.

Mas a verdade é que essa é a maneira mais difícil de lidar com as situações. Enquanto eu tiver uma consciência limitada é “normal” que o primeiro impulso seja reagir e resistir ao que está a acontecer,…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 16 agosto 2018 às 23:16 — Sem comentários

Quem define as limitações sou eu – 217 de 365

limitações

Olhando para mim mesma, eu sempre me vi como uma pessoa limitada. Carregava comigo diversos aspetos que tinham que ser trabalhados, mas considerava que não havia forma de os libertar.

Sentia-me presa, como se a vida me tivesse dado características e eu não tinha opção de escolher algo diferente. Mas a verdade é que era eu que me escolhia ver dessa maneira.

Existem coisas que são mais “complicadas”…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 16 agosto 2018 às 23:13 — Sem comentários

Falar do que sinto – 216 de 365

falar do que sinto

Apesar de estar a praticar uma nova consciência, muitas vezes ainda sinto coisas que não são coerentes com aquilo que eu quero experienciar.

A minha maneira de lidar com o que sentia era tentar convencer-me mentalmente que aquilo não fazia sentido. Depois entrava num ciclo vicioso e quanto menos queria sentir e pensar sobre aquilo, maior se tornava a sua presença.

A solução é falar do que sinto. Sejam medos,…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 12 agosto 2018 às 23:45 — Sem comentários

A ilusão da manipulação – 215 de 365

manipulação

A manipulação foi uma ferramenta que eu “arranjei” para ter as coisas à minha maneira. Principalmente no que tocava a tentar situações ou fazer com que as que eu queria acontecessem, eu utilizava bastante esta “ferramenta”.

Mas sentia sempre que faltava algo ou que as coisas não soavam bem. Parecia que mesmo tendo as coisas “controladas”, não faziam sentido.

No fundo, eu estava a ir contra a forma como as coisas…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 10 agosto 2018 às 22:38 — Sem comentários

Quando as coisas têm que acontecer – 214 de 365

Quando as coisas têm que acontecer

Uma das coisas que eu venho treinado é não manipular nem tentar controlar nada. Ainda que as coisas pareçam estar a encaminhar-se para algo que eu pense não ser tão bom, tenho tentado não interferir.

É fácil, ao olhar para o meu percurso de vida, ver o quanto o controlar e manipular me levaram a experiências menos agradáveis, quando poderia ter simplesmente ter deixado fluir e maravilhar-me com os resultados.…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 8 agosto 2018 às 23:16 — Sem comentários

Pôr-me em primeiro lugar – 213 de 365

primeiro lugar

Pôr-me em primeiro lugar é algo essencial para que as coisas fluam na minha vida. Não tem  nada a ver com egoísmo (ao contrário do que eu pensava); tem a ver com criar bem-estar em mim mesma para poder criar bem-estar no mundo.

Já partilhei muitas vezes sobre a minha necessidade constante de agradar aos outros para que eles gostassem de mim, mas também existe uma parte de mim que quer ser sempre agradada independentemente do que os…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 7 agosto 2018 às 22:49 — Sem comentários

O processo de aprendizagem – 212 de 365

É fantástico olhar para a minha vida e ver a evolução das coisas. Hoje faço com tanta facilidade coisas que nunca imaginei sequer conseguir fazê-las.

Uma viagem começa com o primeiro passo, como dizem vários mestres que trouxeram a este mundo uma nova visão.

O processo de aprendizagem começa com uma ação. Essa ação desencadeia todo um processo que, na maior parte das vezes, me leva para um sítio que…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 7 agosto 2018 às 12:00 — Sem comentários

A alegria da vida – 211 de 365

alegria da vida

Muitas vezes esqueço-me de sentir alegria pela vida. É algo bastante estúpido tendo em conta que cada momento é um motivo para estar alegre (pelo milagre da vida, por exemplo).

Em criança cada momento era uma alegria. Fosse brincar, fosse até mesmo ajudar nas tarefas de casa; havia brincadeira, havia entusiasmo, havia vontade de viver o novo.

Mas com o tempo fui perdendo essa alegria, que foi…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 6 agosto 2018 às 23:30 — Sem comentários

Plano A – 210 de 365

plano A Eu gosto muito de cozinhar, porque para além de gostar de comer aquilo que faço, aprendo bastantes coisas sobre a vida enquanto estou na cozinha.

Desafiei-me a fazer um bolo que queria fazer há muito tempo, sendo que devido aos vários e diferentes processos e ideias que eu tinha para o construir, pensei que o melhor era fazer um teste e só mais tarde concretizar propriamente o bolo.

Mas, esqueci-me do suposto teste que devia fazer ao…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 6 agosto 2018 às 14:48 — Sem comentários

O que é a realidade? E como saltar de uma realidade para outra?

O que é a realidade?

E como saltar de uma realidade para outra?

“morre a lagarta ou nasce a borboleta?”

A humanidade,…

Continuar

Adicionado por Antonio Teixeira Fernandes em 3 agosto 2018 às 21:43 — Sem comentários

Tudo faz parte do processo – 209 de 365

tudo faz parte do processo

Já escrevi inúmeras vezes sobre querer fazer as coisas bem à primeira. Com o passar do tempo venho percebendo, não só o quanto isso me impede de fazer coisas que quero, como também isso alimenta a minha tendência para a rigidez.

Por exemplo, quanto mais desempenho determinada tarefa, mais fácil é fazê-lo. Começo a criar métodos de trabalho que me permitem utilizar o meu tempo da melhor forma possível. Mas às vezes o método deixa de fluir…

Continuar

Adicionado por Ângela Barnabé em 2 agosto 2018 às 23:33 — Sem comentários

Arquivos mensais

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

1999

© 2018   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço