O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Produtos Naturais

Membros

"A CIÊNCIA PARA FICAR RICO"

Para aceder ao livro "A Ciência para Ficar Rico" clique na imagem.

Dê uma oportunidade a si mesmo. Leia o Livro e dê um novo Rumo à sua Vida.

Publicidade!

Fotos

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

Choupo-negro (Populus nigra L.) - Sudorífico, balsâmico e anti-hemorroidal

O choupo-negro distingue-se pelo seu aspecto longilíneo, e encontra-se quase sempre perto dos rios e lagos. É uma árvore muito longeva (pode viver até 300 anos), embora nas últimas décadas esteja a ser atacado, especialmente na Europa, por fungos, insectos e plantas parasitas como o agárico. Desta forma, os bosques e as plantações de choupo-negro estão a diminuir. As árvores também adoecem! No entanto, apesar disso, continua a conservar as suas propriedades medicinais, que são conhecidas desde a antiguidade clássica.

Propriedades e Indicações:

As gemas foliares (brotos tenros) do choupo e, em menor proporção, a casca dos ramos, contêm um óleo essencial, glicósidos flavonóides e fenólicos (salicina e populina) e tanino. As suas propriedades são as seguintes:

*Sudoríficas, febrífugas e diuréticas; ou seja, que provocam sudação, fazem baixar a febre e aumentam a produção de urina, o que as torna particularmente úteis em caso de doenças febris, e sempre que se queira provocar um efeito depurativo no organismo (1).

*Anti-inflamatórias e anti-reumáticas: No uso interno recomendam-se contra os ataques de reumatismo, as poliartrites (inflamação de várias articulações) e as dores reumáticas em geral (1).

*Balsâmicas e expectorantes: Administram-se nos casos de bronquite aguda e crónica, assim como em todo o tipo de catarros bronquiais. Desinflamam a mucosa bronquial e facilitam a produção de uma mucosidade mais fluida, que assim se elimina com facilidade (1).

*Carvão: A madeira do choupo é muito adequada para fazer carvão medicinal (ver mais informação abaixo).

*Em uso externo, o Unguento Popúleo é um comprovado remédio contra a inflamação das hemorróidas (2). Figura desde há três séculos nas farmacopeias de toda a Europa, e continua a ser um tratamento válido para aliviar a congestão e a dor hemorroidal. Além do mais é vulnerário, o que quer dizer que sara as feridas e contusões da pele. Aplica-se, ainda que com eficiência duvidosa, para evitar a queda do cabelo (2).

Carvão vegetal

O choupo é muito apropriado para o seu fabrico. O carvão vegetal de madeira de choupo, finamente reduzido a pó, actua como um poderoso absorvente de toxinas no tubo digestivo. As aplicações mais importantes do carvão vegetal são:

*Antídoto nos casos de intoxicação por plantas ou substâncias venenosas.

*Antidiarreico e antitóxico em caso de gastrenterite e colite, assim como no caso de fermentações e putrefacções intestinais que provoquem dispepsias flatulentas ou fétidas.

*Dentífrico: Escovando-se os dentes com carvão vegetal em pó, estes embranquecem e as gengivas desinflamam-se. O carvão arrasta o tártaro e os restos de alimentos em putretacção que se acumulam entre os dentes e debaixo das gengivas.

Outros nomes: álamo-negro, álamo-líbico, olmo-negro. Esp.: chopo-negro. Fr.: peuplier noir. Ing.: [black] poplar.

Habitat: Comum em bosques húmidos de toda a Europa. Cultivado na Europa e na América.

Descrição: Árvore de folha caduca, da família das Salicáceas, que atinge até 30 m de altura. Folhas de cor verde-escura, tanto na página superior como na inferior, pecioladas, ligeiramente dentadas e de forma triangular. É uma espécie dióica, o que significa que umas árvores têm flores masculinas e outras femininas.

Partes utilizadas: as gemas primaveris, a casca e madeira.

Preparação e emprego

Uso interno

1-Decocção durante 10 minutos com 30-40 g de brotos tenros (gemas) de choupo por litro de água. Também se podem acrescentar uns fragmentos de casca. Coar, adoçar a gosto, e tomar 3 ou 4 chávenas por dia.

Uso externo

2-Unguento popúleo: Prepara-se com 50 g de brotos tenros de choupo, que se esmagam num almofariz e se misturam com 150 g de gordura1. Põe-se em banho-maria durante 2-3 horas, ao fim das quais se deve coar com uma gaze ou um lenço fino. Aplicá-lo como loção, 3 ou 4 vezes ao dia, sobre a zona afectada.

Outros choupos

Existem cerca de 30 espécies de choupos. Todas elas apresentam propriedades medicinais muito semelhantes, ainda que com efeitos de intensidade variável:
-Choupo-branco (Populus alba L.)," cujas folhas são de cor prateada na página inferior, ao contrário das do choupo-negro, que são verde-escuras por ambas as faces. -
Choupo-tremedor (Populus tremula L.),.* caracterizado pelas suas folhas claras pela face inferior, e com um longo pecíolo que permite que sejam agitadas pelo vento,
-Choupos da América: o Populus balsamifera L. e o Populus canadicans, são espécies próprias do continente americano, e de cujos brotos tenros, ou gemas, se obtém o bálsamo de Gilead. A elaboração, as propriedades e aplicações do bálsamo de Gilead são as mesmas que as do unguento popúleo.
*  Esp.: álamo blanco. Fr.: peuplier blanc. lng.: white popler.
** Esp.: álamo temblón. Fr.: tremble, lng.: aspen.

Fonte: A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol.2, de Jorge D. Pamplona Roger

Composto e postado por Ângela Barnabé (

Nota:1 Sugerimos a utilização de manteiga sem sal ou de banha de porco.)

Exibições: 11

© 2017   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço