O Ativista da nova era é uma comunidade de homens e mulheres de todas as raças e credos que em primeiro lugar querem melhorar suas vidas.

Badge

Carregando...

Produtos Naturais

Membros

"A CIÊNCIA PARA FICAR RICO"

Para aceder ao livro "A Ciência para Ficar Rico" clique na imagem.

Dê uma oportunidade a si mesmo. Leia o Livro e dê um novo Rumo à sua Vida.

Publicidade!

Fotos

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Música

Carregando...

Depoimento inspirador de alivio da fibromialgia

Kristina Lukawska conta de forma inspiradora o alivio dos sintomas da fibromialgia através da ajuda dos terapeutas Andy Brice, Steven Vasquez e outros. Note que drogas não foram usadas, apenas amor e EFT.

Por Kristina Lukawska

Um ano atrás, na véspera de Natal, eu comecei a experimentar severa dor em minhas articulações e músculos. Os sintomas eram de uma gripe muito forte.

Depois de algumas semanas de dor constante, eu procurei um medico e fui diagnosticada com fibromialgia. Eu estava com dor quase todo o tempo.

Eu tinha alguns dias bons seguidos por algumas semanas ruins. Eu era uma pessoa muito ativa que raramente assistia TV e de repente eu comecei a voltar cedo do trabalho e ficava o resto do dia na cama assistindo TV ou dormindo. Até pior do que a dor era a fadiga. Não era como uma fadiga normal. Eu tinha problemas para caminhar; cada passo precisava de um esforço.

Ao erguer meu braço ou perna, as vezes sentia que estava fazendo levantamento de pesos pesados. Eu deixei de fazer muitas coisas automaticamente. Ate pequenas coisas, como tirar uma xícara da estante, tinha que ser feito com um esforço especial.

Eu me sentia exausta depois de escovar meus dentes embora eu os escovasse sentada. Tinha dificuldades para vestir minhas roupas. Era um desafio me preparar de manhã para o trabalho. Eu me sentia como se estivesse com cem anos. Eu me sentia envergonhada; Eu não sabia como falar sobre isto com minha família e amigos. Eu provavelmente tinha medo que eles pudessem dizer que eu estava exagerando e que tudo era da minha imaginação.

Eu passei a consultar diferentes médicos alternativos e eles continuaram me falando que ter a fibromialgia foi uma escolha minha. Não ajudou; Só fez com que me sentisse culpada. Eu tentei varias dietas e ate jejum e obtive um pouco de alívio mas depois de um tempo a dor e fadiga sempre voltavam. Em meados de maio, um amigo meu me falou sobre EFT.

Eu imprimi o manual da internet e me inscrevi para um workshop. Eu participei do workshop de 3 dias em Chicago e minha intuição me disse que esse era o método para mim. A parte mais atraente era que eu mesma poderia aplicar a técnica, o que não me deixava com a sensação de impotência. No workshop eu conheci Andy Bryce e eu lhe pedi que trabalhasse comigo. Ele parecia ser uma pessoa gentil e compassiva. Ele tem trabalhado comigo pelo telefone durante os últimos cinco meses e minha vida mudou incrivelmente. Vale a pena mencionar alguns passos (que chamo pisando em pedras) importantes que me trouxeram onde estou e o que sou hoje.

O primeiro passo foi a sessão onde Andy me enviou a energia de amor dele e me fez experimentar o amor. Foi a primeira vez em que me senti completamente sem dor. Isso me deu força e fé para acreditar que eu poderia ser curada. Depois disso eu notei uma grande diferença em minha energia. Eu deixei de estar cansada a maior parte do tempo. Eu também notei que estava tendo mais facilidade para escutar a minha intuição. Logo, nós começamos a trabalhar a essência do meu problema; que era minha culpabilidade e responsabilidade por minha mãe estar sofrendo e a convicção de que “eu tinha que sofrer em minha vida “.

Assim Andy sugeriu as frases: “eu acredito que tenho que sofrer muito em minha vida”, “eu não mereço ser saudável e feliz ” ou “eu não acredito que posso me livrar de sofrer”. Eu também bati muito para afirmações como “eu estou disposta a abrir meu coração para mim” ou “eu amo estar saudável “. Especialmente importante para mim era “eu agradeço esta dor que me trouxe entendimento e compaixão, mas eu estou disposta a aprender através da alegria “.

eu também apliquei a técnica em experiências de meu passado associadas com isto. Ao término de setembro, quando eu estava em um retiro budista, eu comecei a sentir uma pontada abaixo de meu ombro esquerdo. Depois de um tempo, a dor se tornou cada vez mais inoportuna. Desde que comecei a ter fibromialgia, meu sono não era reparador e era muito leve, especialmente por volta das 2 ou 3 horas da manha. Assim, agora, com esta nova dor, eu acordava muitas vezes durante a noite. Minha frustração foi crescendo; Eu estava cansada e desesperada para conseguir ter uma noite de sono reparador.

Quanto mais eu resistia a dor, mas ela persistia. Eu acordava a todo instante por causa da dor; Então comecei a aplicar a EFT com a frase: “eu estou disposta a receber a mensagem que esta dor esta me dando” e depois de um tempo descobri eu que eu precisava desta dor; e cheguei a ser grata por ela. Eu apreciei as noites que passei acordada porque me ajudaram a focar na minha respiração. E novamente Andy sugeriu nova frase: “eu agradeço a mensagem que esta dor me dá e eu reconheço o medo atrás disto mas eu estou disposta a ver se meu caminho para o esclarecimento pode ser preenchido de alegria e agradecimento”.

Em novembro eu fui para Toronto para a Conferência de Psicologia da Energia. Eu assisti o seminário conduzido por Steven Vazquez e por um momento eu fiquei livre da dor enquanto o apresentador estava trabalhando com alguém sofrendo de fibromialgia.

Seguindo minha intuição eu pedi para o Steven uma sessão privada. Eu lhe pedi que na sessão trabalhasse especificamente a minha dor nas costas.

Nós reconstruímos a linhagem da qual a dor tinha vindo. As lembranças me levaram aos sofrimentos da minha infância, Segunda Guerra Mundial, meus pais e a depressão de minha mãe. Algumas vezes ele me pediu que me levantasse enquanto ele mantinha suas mãos pairando alguns centímetros longe de meu corpo enquanto nós estávamos falando.

Nós conversamos algum tempo sobre o sofrimento da minha mãe. Descobri que eu queria livra-la da dor e do sofrimento. Enquanto isso, a dor abaixo do meu ombro estava se intensificando. Ele me sugeriu que de forma simbólica eu devolvesse a dor para minha mãe.

Fiz isto e eu senti um alívio enorme. Alguns momentos depois eu senti imensa felicidade. Eu comecei a rir e eu ri com todo meu coração. Eu parei de rir na medida que senti uma onda enorme de felicidade me invadindo. Eu sentia como o portão para o Universo tinha sido aberto.

Eu vi dois espaços diferentes. Eu sentia que estava em ambos os espaços. Eu ainda sentia a dor nas minhas costas, mas sentia de forma muito diferente. Não me aborrecia mais. Era apenas uma coisa que eu chamava de dor. Eu estava completamente livre do sofrimento como se a ferida tivesse cicatrizado. Tudo parecia estar lúcido e transparente.

Depois de um tempo eu sentia uma onda até mais profunda de alegria. Eu sentia a alegria vibrar no meu coração. Um novo espaço havia se aberto para mim e eu me sentia livre e completa. Eu não sentia alegria, eu era alegria. E tudo o mais era alegria.

Não havia nada antes ou depois. Não havia tempo. Havia pura e absolutamente perfeita alegria. Então a gratidão emergiu e eu agradeci a Steven que estava sentado na minha frente. Eu o abracei e eu sentia gratidão profunda por todos que passaram por minha vida, por meus professores e minha família, meus vizinhos e todas as pessoas que um dia tive medo delas. Era gratidão infinita. Minha sessão terminou e eu voltei à conferência. Nos dias seguintes eu continuei sentindo muita alegria. Eu sentia uma leveza surpreendente em meu corpo.

A dor começou a ceder e cada dia diminuia mais e mais. Depois de mais alguns dias eu dormi a noite inteira sem dor. Depois de dez dias eu estava quase completamente sem dor. Minha vida mudou dramaticamente. Eu me livrei do meu passado. Agora Andy me ajuda a trabalhar para criar o futuro eu quero. Eu gostaria de ser terapeuta de EFT e treinadora.

Eu agradeço profundamente a Andy Bryce por melhorar a qualidade de minha vida, aliviando minha dor, e me ajudar a ser mais compassiva com os outros e comigo mesma, me ajudando a ser mais receptiva em relação a minha intuição. Eu não sou mais uma vítima da fibromialgia. Eu assumi a responsabilidade por tudo o que aconteceu na minha vida.

Eu ainda sinto um pouco de dor, mas não me incomoda tanto. Agora sei que eu posso tomar conta de mim e que vou ser completamente curada. Sou profundamente agradecida por me ajudar a abrir o portão de minha nova vida –uma vida cheia de aventuras, surpresas, amor, alegrias, relacionamentos e responsabilidades sem culpa.

Kristina Lukawska,

Tradução livre por Egnicir Brinson (Gui Driuzo)

Link para o texto original em inglês: http://www.emofree.com/Articles/inspiring-fibromyalgia-relief.htm

Fonte: http://www.eftbrasil.net.br/eft-traducoes/saude-artigos-eft/eft-e-f...

Exibições: 48

© 2017   Criado por Antonio Teixeira Fernandes.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço